Páginas

terça-feira, 31 de maio de 2011

Dores de cabeça podem estar associadas à má postura no trabalho

A má postura não está restrita apenas ao ambiente de trabalho, o comportamento dentro de casa e até quando realiza exercícios podem intensificar a dor

Cansaço muscular, fadiga e até dor de cabeça, são sintomas que costumar estar ligados ao estresse. Mas, o que poucos imaginam é que a má postura no ambiente de trabalho pode ser o indício inicial de todas essas dores.


Segundo as estatísticas mundiais, 80% das pessoas sofrem de sintomas atribuídos à coluna vertebral. Desde a forma como as pessoas se posicionam na frente do computador até a quantidade de horas que elas permanecem na mesma posição são alguns dos vilões que acarretam todos os sintomas.

Os problemas posturais mais comuns são as dores na região lombar. “Padrões constantes da mesma postura acarreta ainda desequilíbrio muscular em todo o corpo, transferindo a dor para extremidades como cabeça, ombro, cotovelo, joelho e mãos”, explica a coordenadora da especialização em Osteopatia da Faculdade Inspirar, Luciana Lopes Costa.
Para a fisioterapeuta, a má postura não está restrita apenas ao ambiente de trabalho, o comportamento do indivíduo dentro de casa e até quando realiza exercícios podem intensificar o problema. “Essa falta de preocupação com a postura, produz na coluna descompensações, que podem modificar a curvatura normal, causando problemas como escoliose, hipercifose e hiperlordose. Em casos mais graves a doença evolui para artroses, protusão e hérnias discais”, explica a professora da Faculdade Inspirar.

Nesses casos, a fisioterapia é o tratamento mais indicado. As área ideais para o tratamento são a Osteopatia – que ajuda a restabelecer a mobilidade e dar equilíbrio ao sistema musculoesquelético - e o RPG - reabilitação postural com exercícios específicos de equilíbrio muscular. “Exercícios de alongamento e fortalecimento também são essenciais para manutenção do tônus postural como o Iso Stretching e o Pilates”, completa Costa.

Algumas dicas podem ajudar o trabalhador a se manter longe dessas dores. Para os sedentários, os exercícios devem começar a fazer parte da rotina, já que a musculatura tende a se acomodar na vida diária, causando dores. Porém, todo exercício deve ser acompanhado de um profissional especializado. “A fisioterapia não é só para tratamento, também é uma forma de boa avaliação para indicar seu melhor exercício”, garante a fisioterapeuta.

Fonte: www.inspirar.com.br

segunda-feira, 30 de maio de 2011

massagem atlética



A massagem atlética, tem sido utilizada como coadjuvante para a recuperação muscular.


Pesquisadores sugerem que o aumento do fluxo sanguíneo causado pela massagem pode favorecer a remoção do lactato sanguíneo pelos músculos esqueléticos, pelo fígado, cérebro e coração (DI DOMENICO & WOOD, 1998).

As técnicas mais utilizadas na recuperação muscular são as mais profundas, como deslizamento profundo e amassamento(AUSTREGÉSILO, 1988).

domingo, 29 de maio de 2011

Disciplina e Dedicação



'A disciplina provém do prazer de aguardar ansiosamente para alcançar o objetivo que você aprendeu a visualizar de forma tão clara na mente e a trabalhar duro e consistentemente, repetição por repetição, série por série, sessão por sessão'

"Todos possuimos um grande poder interior. O poder é a auto-confiança. Há de fato uma postura para vencer. Você precisa se ver vencendo antes de vencer. E você precisa estar faminto. Você precisa querer conquistar."


Arnold Schwarzenegger

sexta-feira, 27 de maio de 2011

A importância de exercício físico para os joelhos



A preocupação de uma barriga bem definida, músculos grandes e bumbum durinho fazem com que muitas pessoas esqueçam outras partes que são tão importantes ao corpo, como, por exemplo, os joelhos.

Como os joelhos têm a função de “dobradiça”, que regula a altura do tronco em relação ao solo, sustentação do peso e ligamento dos dois ossos mais longos do corpo (fêmur e tíbia), a falta de flexibilidade dos mesmos podem causar lesões e fortes dores. Segundo a Associação Americana de Fisioterapia alguns exercícios ajudam a proteger a articulação, evitando tais problemas.

Porém para as mulheres esse problema ainda pode ser muito pior, pois os hormônios, anatomia diferente e prática de esporte de impacto tornam o joelho da mulher mais vulnerável que o masculino. A saída para prevenir boa parte dos problemas é preparar o corpo especificamente a área do joelho, principalmente antes de iniciar qualquer esporte.

No entanto, nem todos os exercícios são saudáveis para o joelho. Abaixo segue alguns indicados para proteger os joelhos de lesões. Se sentir dores, consulte um especialista.

STEP
Com as mãos apoiadas na cintura, apóie o pé em um degrau, sustentando seu corpo com ele. Depois desça o outro até que o calcanhar atinja o solo. Faça de duas a três séries com duração de 30 segundos. Depois troque de pé e repita.

ESTOCADA
Mantenha sua coluna ereta e os pés juntos. Lentamente, dê um passo, dobrando o joelho da frente até que ele fique na linha do tornozelo. Sem mexer na posição das costas, leve sua outra perna avante, repetindo o movimento anterior. Faça duas ou três séries — cada uma delas deve ter 30 segundos.

AGACHAMENTO
Apóie as costas contra a parede e dobre os joelhos, como se estivesse sentado em uma cadeira. Em seguida, desça o corpo até que a articulação fique na mesma linha do tornozelo — nunca, além disso. Repita o movimento de duas a três vesez com duração de 30 segundos.

Mônica Francesco

Vende-se cadeira de Quick Massage

Ela tem regulagem da cabeça: para cima e para baixo/ para trás e para frente.
No encosto da Barriga: para cima e para baixo.
Dos Braços: 3 posições.E de onde senta.

R$450,00 à vista.

Paula
(61)81485089

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Atividade física sem hidratação adequada representa sério risco



Sede, cansaço, tonteira, distúrbios visuais, alteração na frequência cardíaca. Estes são alguns alarmes que a máquina do corpo humano usa para demonstrar que está ocorrendo algum problema numa de suas funções, o que é muito comum em atividades físicas realizadas sem um maior cuidado com os detalhes.

Entre esses detalhes, a hidratação compõe papel decisivo na saúde e no desempenho da prática esportiva. A sede, quando se manifesta, representa um sinal de que o processo de desidratação já começou, e por isso os procedimentos de hidratação passam por ingerir líquidos antes, durante e depois da atividade física. No caso de uma hipertermia, os problemas mais conhecidos são as cãibras, exaustão induzida pelo calor e até o choque térmico.

Para evitar esses problemas severos, além de se alimentar corretamente antes e depois do exercício, é de fundamental importância que seja feita a hidratação adequada, para estimular o prazer em qualquer tipo de exercício.

Durante a prática de qualquer atividade física, a produção de calor pelo organismo eleva a temperatura do corpo. Para manter a temperatura ideal e recuperar seu equilíbrio, o corpo transpira. Através do suor, água e sais minerais (sódio e potássio) essenciais ao nosso organismo são liberados, o que requer a devida reposição com hidratação e alimentação adequadas.

A prevenção da desidratação pela ingestão regular de fluidos é uma medida importante para assegurar o bem-estar físico e mental, não somente em atletas como em todas as pessoas. Isso tem valor ainda maior nas atividades físicas desempenhadas em caráter competitivo, já que, quando o atleta compete em estado de desidratação, já entra em desvantagem. Para evitar este grave problema fique atento às seguintes recomendações:

Comece 24 horas antes a ingerir líquidos sem exageros. Quando estiver urinando várias vezes com uma coloração mais clara "está no ponto".

No espaço de duas horas antes, beba em torno de meio litro de água ou isotônico.

Vinte minutos antes, tome um copo generoso de líquido.

Durante a atividade de 15 em 15 minutos beba um copo.

Beber apenas água pode ser desestimulante. As bebidas esportivas geralmente são bem aceitas e o sabor deve ser de acordo com a preferência pessoal de cada praticante.

A temperatura dos líquidos devem ficar em torno de 15 a 20º C, promovendo um melhor esvaziamento gástrico.


Depois da atividade continue a hidratar-se. Uma boa prática é pesar-se antes e depois. A diferença na balança reflete o mínimo de líquidos a serem repostos. Dê preferência a isotônicos.

Fonte Saúde plena

quarta-feira, 25 de maio de 2011

25 de maio. Dia do massagista



Se você é um Massagista sinta orgulho disso. Porque a profissão de Massagista é reconhecida desde 05 de outubro de 1961. Portanto o reconhecimento legal do Massagista é anterior ao de diversas outras profissões da área da saúde, tais como: Fisioterapeuta, Psicólogo, Enfermeiro etc.

Infelizmente a lei que regulamenta a profissão de massagista está desatualizada. Isso não quer dizer que a massagem deixa de ser uma profissão regulamentada. Pois isto não é um privilegio somente do massagista. Porque a maioria das leis que regulamentam as profissões, principalmente as da área da saúde, estão desatualizadas, devido as mudanças nas visões axiológicas e epistemológicas que levaram a sociedade, no final do século passado e inicio deste novo milênio,a terem outros novos paradigmas. Um deles foi a queda da visão cartesiana e positivista que deixou diversas seqüelas dentro dos contextos científicos e sociais. Pois nos dias atuais temos novas concepções, de cunho humanista e menos mecanicista, centradas no holismo, onde o individuo é visto dentro de uma abordagem psicobioespiritual (corpo, mente e espírito).

Devido a ligação ao termo "Massagista" a outras atividades de cunhos sexuais, prostituição masculina e feminina, muitos profissionais da Massagem se auto-denominam 'Massoterapeutas'. Porém é importante lembrar que a profissão é de MASSAGISTA, regulamentada em nosso pais através de uma lei federal. Enquanto MASSOTERAPIA é o uso da massagem como Terapia. E o Massoterapeuta é o individuo que sendo Massagista profissional, pois é isso que determina a lei federal, é aquele que faz uso da massagem com fins terapêuticos.

Como a profissão de Massagista já é regulamentada, por lei federal, o que deve ser feito é modificações nesta lei, adequando-a para realidade social atual, e a colocar em prática em prol dos interesses dos diversos profissionais de massagem, das várias linhas, em todo o nosso pais. Inclusive entre as terapias denominadas de alternativas, complementares e/ou holísticas no Brasil a única regulamentada como profissão é a MASSAGEM, cujo profissional é o MASSAGISTA. Nenhuma outra atividade terapêutica holística é regulamentada como profissão.

Nem mesmo a Acupuntura, que é somente reconhecida para prática complementares em diversas profissões da área da saúde, através de resoluções dos seus conselhos de classe, que por sua vez se limitam aos seus registrados em caráter profissional.

Como o Massagista é um profissional amparado por lei federal e a massagem é seu instrumento de trabalho, é obvio, que outros profissionais, sem habilitações em massagem, mesmo da área da saúde, não tem o direito do exercício profissional como Massagista.

Curiosidade
Você sabia que há mais de 60 tipos de massagem?
Quanto menciona-se '60 tipos', o que na realidade se quer transmitir é que há mais de 60 tipos de terapias complementares que incluem a prática da massagem na terapêutica pois cada tipo de massagem tem um fundamento próprio e atua em partes diferentes do corpo.

postado em http://naenfermagem.blogspot.com

terça-feira, 24 de maio de 2011

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Deixe de preguiça e vá malhar neste inverno


De acordo com a Associação Brasileira de Academias, durante o verão, o movimento nas academias de ginástica é 30% maior do que observado em todas as outras três estações do ano. Isso acontece porque, na maioria das vezes, as pessoas só praticam alguma atividade física, visando à boa forma física, negligenciando as outras vantagens proporcionadas pelo treino. A procura pelas academias é ainda menor durante o inverno, por dois motivos: pelo fato de o corpo não estar tão à mostra quanto na estação mais quente e pela preguiça de enfrentar o frio e suar bastante nos treinos.

Realmente o frio tem efeito sobre a nossa disposição para desempenhar qualquer atividade: academia, trabalho, passeio... Mas esse processo é explicado pela ciência: para manter nossa temperatura interna estável, sempre gastamos energia. No frio, esse gasto aumenta e, por isso, o nosso corpo tende a preferir o repouso e a consequente conservação energética, preservando nossas reservas.

O metabolismo funciona mais devagar e a menor disposição se instala. Por esta razão, a vontade de praticar esportes é muito maior nos dias mais quentes. Mas ter preguiça em níveis extremos não faz bem à saúde.

Aliado ao problema da “moleza natural”, o inverno ainda tem outra característica que, quando mal observada, prejudica nosso organismo: nessa estação tende-se a comer mais. Com isso, os quilos extras e o sedentarismo aparecem. Nesse período, o chamado efeito sanfona, no qual o corpo ganha e perde quilos com maior facilidade, acontece com maior frequência. O que compromete decisivamente a saúde do indivíduo a longo prazo.

Para evitar a tentação da preguiça, confira algumas vantagens do exercício físico no inverno:

A queima de calorias é maior: com as baixas temperaturas, o nosso organismo necessita de mais energia para se manter funcionando. Logo, qualquer esforço feito demanda um maior gasto calórico. É por essa razão que quem vive em países mais frios sofre com o calor no verão: o corpo não está acostumado e responde com o cansaço fácil.

Previne problemas respiratórios, comuns no inverno: a prática de exercícios ajuda o organismo a ficar mais resistente. A imunidade aumenta e gripes e resfriados ficam mais longe. A alimentação também é fundamental nessa função.

Durante o inverno, o treino pode ser ampliado sem problemas: com o frio, o nosso corpo demora mais a ficar esgotado e o nosso batimento cardíaco se mantém mais baixo. Tudo isso favorece, e muito, o aumento do ritmo da atividade física.

No inverno também é recomendado que o indivíduo prefira o período da manhã para treinar. Com um café da manhã reforçado e com qualidade e uma boa série de alongamentos, os resultados são muito positivos. A boa alimentação e o bom sono também favorecem a disposição para queimar calorias e aumentar a autoestima nos meses mais frios do ano.


domingo, 22 de maio de 2011

Alimentação antes, durante e após o exercício



Alimentação adequada propicia um melhor rendimento durante o treino e uma recuperação mais rápida e eficaz. Por isso fique atento às dicas a seguir.

Antes o exercício
É sempre importante se alimentar antes de treinos, já que grande quantidade de energia será gasta durante o mesmo. Principalmente aqueles que treinam pela manhã, pois passaram um período muito longo de jejum durante o sono e precisam repor a energia.

A refeição antes do exercíco deve ser realizada 1 a 3 horas antes da prática esportiva e conter alimentos ricos em carboidarto (pão, banana, bolo, aveia, lentilha, maçã, barras de cereais, entre outros) porque eles são digeridos mais facilente o que reduz a sensação de desconforto durante a atividade além de ser fonte mais rápida de energia. Dê preferência aos carboidratos integrais, que contém maior quantidade de fibras e por isso vão gerar energia mas lentamente, conseguindo suprir a necessidades por mais tempo . Deve-se moderar os alimentos ricos em proteína (carnes, por exemplo) e evitar as gorduras (frituras…) já que ficaram longo tempo no estomago, pois demoram para serem digeridos, podendo assim causar desconforto durante ó exercício.

É importante também, principalmente antes de competições, que o atleta consuma alimentos familiares a fim de evitar qualquer imprevisto durante a prova.

Não exagerar no volume é outra dica muito importante.

Durante o exercício
Durante o treino deve-se ingerir carboidratos, para aumentar o rendimento e retardar o cansaço, como não é possivel parar o treino ou competição para comer, por exemplo, uma barra de cerais uma boa dica seriam os suplementos a base de carboidrato em gel, por exemplo o “Carb up – gel”, já que são mais faceis de serem utilizados.

Após o exercício
O objetivo da refeição pós-exercício é oferecer uma quantidade de energia adequada, já que houve um gasto elevado de energia, além de recuperar os danos causados nos músculos (princicalmente quem deseja fazer hipertrofia, ou seja, ficar “malhado”, “trincado”). Para isso contamos mais uma vez com os carboidartos que são ótima fonte de energia e agora com a proteína (carne, leite entre outros).

Para quem quer emagrecer é importante ficar pelo menos 40 minutos de jejum.

E para quem quer ficar “malhado” a proteina pós exercício é essencial.

Gorduras devem ser evitadas antes, durante e após o exercício, mas lembre-se que elas também são importantes para seu organismo e sem elas não há benefícios na performance.

Por fim, a hidratação é importantíssima em todos os momentos. É a água que faz transporte de nutrientes no organismo, controla a temperatura corporal, lubrifica as articulações e propicia forma ao corpo, além de muitas outras funções.

Uma dica prática é para cada quilo perdido durante o exercício deve-se ingerir ao longo do dia 1 litro a mais de água. Pese antes e depois do exercício e saberá quanto de líquido você perdeu, essa quantidade deve ser reposta. Mas lembre-se 1Kg a menos é igual a 1 litro de água a mais do que já deveria ser tomado (em média 2 litros/dia).

Essas são apenas algumas dicas, para calcular uma dieta adequada é necessário avaliar o horário, tipo, intensidade, duração, frequência do exercício, avaliar também sua composição coporal e muito mais então, para ter um bom rendimento e treinar de maneira saudável o acompanhamento de nutrcionista e educador físico é imprescíndível.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Você sabe respirar corretamente enquanto corre?



Respiração correta melhora sua performace


A corrida é uma atividade aeróbia bastante exigente, que envolve o metabolismo do oxigênio como fonte de energia. Daí a grande importância na maneira como você respira enquanto corre: isso determina o consumo de calorias e o rendimento do seu treino.

Mas nada de paranóias. A respiração é algo natural e, portanto, vai variar seguindo as necessidades do seu corpo. Parado e sem se exercitar, seu corpo responde com a respiração nasal, que melhora a qualidade do ar que respiramos o nariz filtra e aquece o ar que vai chegar aos pulmões.

Só que, durante uma atividade física aeróbia de intensidade forte, a prioridade é suprir a necessidade maior de ar. Por isso, não se force a ficar de boca fechada. Combine inspirações pela boca e pelo nariz, de acordo com a necessidade do seu corpo.

Inspire, expire!
Seu corpo revela se você está respirando direito

1. Olhe para o abdômen e para o peito: qual dos dois estufa primeiro? Se for o abdômen, perfeito. Do contrário, acalme-se e tente corrigir. A respiração pelo peito é chamada de curta ou alta. É de pouco fôlego e provoca ansiedade. No seu dia-a-dia, tente se observar. Treinando a respirar pela barriga, logo o exercício torna-se automático.

2. Infle o abdômen na respiração e murche quando expirar. Solte o ar mais lentamente do que inspirou, aumentando a eliminação de gás carbônico e abrindo espaço nos pulmões para a entrada de oxigênio.

3. A respiração correta faz o seguinte caminho: começa pelo abdômen, chega até a região das costelas e, por fim, atinge o tórax. Praticá-la é a melhor receita contra a famosa dor de lado , porque os movimentos diminuem a tensão no músculo do diafragma, envolvido na respiração. Quando a troca de ar é alta, este músculo é obrigado a se contrair e relaxar em intervalos muito curtos, gerando um espasmo espécie de cãibra que ocasiona a terrível dor na lateral do abdômen.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Oportunidade da trabalho massagistas desportivos em SP




Precisa-se de dois massagistas
O serviço será basicamente atendimento aos jogadores.


Detalhes do evento:

2 massagistas, com trajes esportivos;

A princípio será 4 jogos de futebol;

LocaL: Pacaembú;

Data: Sábado a noite. Final de agosto ou inicio de setembro;


Enviar curriculo para:

renan@gayotto.com.b

Renan Silveira, da Gayotto Mkt Esportivo.

Aguardo e qualquer dúvidas a disposição.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Massoterapia e o ciclismo



1 – Qual a importância do alongamento e aquecimento antes das pedaladas?
O alongamento é importante pois irá preparar a musculatura para um maior desempenho físico, aumentando o aporte sanguíneo e oxigênio dos tecidos tornando a musculatura mais vascularizada, gerando maior flexibilidade articular na execução dos movimentos. Aumentando a flexibilidade do corpo em geral e prevenindo o risco de lesões e contraturas irreversíveis.

2 - Qual a importância do alongamento após as pedaladas?
Os alongamentos devem ser feitos após o esporte onde ele estará atuando no alívio de dores, no relaxamento muscular e liberando os movimentos bloqueados por tensões.

3 - O que é preciso fazer caso ocorram câimbras durante a pedalada ?
A câimbra é uma contração muscular prolongada, involuntária dolorosa de instalação e términos abruptos de um músculo isolado ou um grupo de músculos. As câimbras respondem bem aos alongamentos e massagens. Então, se ocorrer câimbras durante a pedalada pare faça alongamentos e massageie a região.

4 - Alem dos alongamentos uma massagem após a pedalada pode ajudar ? Qual tipo de massagem ?
Concerteza, a massagem principalmente a profunda irá aumentar a circulação local e diminuir a rigidez e o espasmo muscular. Logo depois aplicamos o alongamento para garantir a extensibilidade dos tecidos moles, liberando de forma específica os pontos gatilhos (pontos de dor). A massagem no atleta pode ser local com ênfase na dor, ou uma massagem completa com intuito de relaxamento muscular . Geralmente é realizada uma massagem terapêutica.

5 - De um modo geral, como a massoterapia pode ajudar o Ciclista ?
A massoterapia hoje no esporte é fundamental, ela atua não somente no tratamento de lesões mais na prevenção das mesmas. O massoterapeuta tem o papel de corrigir o gesto esportivo e proporcionando ao atleta o alívio da dor, evitando que ocorra câimbras, fadigas e espasmos musculares. A massoterapia pode ser inserida no esporte de várias formas, desde o pronto atendimento no local da competição através de mobilizações, alongamentos e massagem, até um tratamento específico corporal .

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Personal Trainer rompe estereótipos e "invade" academias



Há aproximadamente 20 anos chegava ao Brasil, uma nova proposta de exercício supervisionado que recebeu o nome de “Personal Training”. A evolução deste processo sofreu influência das aulas particulares de ginástica, da musculação e da grande quantidade de estudos científicos relacionados à atividade física, aptidão física e saúde. O mercado passou a requisitar profissionais da área de avaliação e prescrição de treinamento, que fossem capacitados para elaborar programas de exercícios individualizados, com um maior grau de profundidade e controle no acompanhamento das atividades desenvolvidas.

Nos primeiros momentos por aqui, o personal trainer era visto como um consultor de luxo para o treino individual, e os serviços eram geralmente prestados em ambientes à escolha dos clientes e a altos custos. Mas a realidade atual já é bem diferente da vista no início dos anos 90. A cultura da boa forma do corpo tem justificado cada vez mais o acompanhamento desse profissional nas atividades desempenhadas nas academias de ginástica.

O grande diferencial do plano de treinamentos acompanhados por um personal trainer é a individualização de todo processo. Estabelecendo o tipo, a intensidade, a duração, a frequência semanal e a progressão destes componentes, a prescrição do programa de exercícios é elaborada seguindo amplos conhecimentos científicos e as características particulares do praticante. Essa prescrição pode variar de acordo com os interesses, objetivos, experiências prévias e o nível inicial de aptidão. Por isso, todas as receitas caseiras de treinamentos físicos devem ser ignoradas para darem lugar a este profissional, que tem capacitação suficiente para avaliar todas as possibilidades que envolvem o exercício proposto.

O personal trainer também incorporou um novo jeito de praticar exercício. Além de uma programação metodológica, que garante o melhor desempenho do treinamento, a postura profissional também interfere nos resultados do acompanhamento. A forma como o personal solicita mais esforço e a maneira como ele se posiciona para esclarecer os detalhes envolvidos na atividade física fazem toda diferença nos rumos do trabalho.

O cenário é cada vez mais favorável para este tipo de profissional. As dificuldades de acesso e os preconceitos foram rompidos. Atualmente, muitas pessoas que não podiam pagar pela atenção exclusiva de um estudioso das atividades físicas, recorrem à orientação profissional para treinarem. A partir disso, a popularização do treinamento personalizado vem propiciando uma nova dinâmica: as academias ficam cada vez mais convidativas com o novo atrativo, o consumidor, passa a ter um serviço mais qualificado; e os profissionais, passam a viver uma condição bem mais favorável no mercado que em outras épocas.

Portanto, é importante que todas as pessoas que procuram mais qualidade de vida a partir da atividade física estejam atentas ao seguinte detalhe: o treinador personalizado atua no mercado atual como um prestador de serviços, e os objetivos do cliente têm grande importância para a aderência e manutenção em programas de treinamento.


Saúde Plena

domingo, 15 de maio de 2011

Equilíbrio mental no esporte



Grandes nomes do esporte brasileiro, como os astros do basquete Magic Paula e Oscar Schmidt, contam a importância que o preparo mental teve em suas carreiras

Magic Paula
Maria Paula Gonçalves da Silva é um dos nomes mais importantes do basquete feminino brasileiro. Ao longo de seus 30 anos de carreira, foi uma das responsáveis pela popularização do esporte, graças a conquistas antológicas, como a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 1991, em Havana (Cuba), e o Campeonato Mundial de 1994, disputado na Austrália.

Não dá para separar
“Mente e corpo são indissociáveis, não importa se você é atleta ou não. Em nossas vidas, muitos dos problemas físicos que enfrentamos estão ligados a causas psicológicas ou emocionais. Em termos de preparação mental para atletas, o Brasil infelizmente ainda está anos-luz atrás de outros países. Muitas equipes encaram a questão com preconceito. Eu mesma só fui ter contato com técnicas de mentalização e respiração no final da minha carreira, graças a um preparador físico mais eclético. E apesar de ter começado a aplicá-las na prática esportiva de maneira tardia, foi algo importante para mim, eu sentia os resultados.

Creio que só o tempo é que dá a dimensão da importância do preparo mental. Quando você é muito jovem, tende a achar que só a parte física é importante. Mas não é difícil ver um jovem atleta com uma postura apática durante o jogo. Provavelmente, é resultado do excesso de ansiedade ou zelo, que acaba gerando certos reflexos no corpo.

Aprender a ter controle sobre o comportamento mental é algo importante para todos nós. Quando perdemos esse controle, fatalmente acabamos falando ou agindo de certas maneiras que nos afetam negativamente”.


Wilhelm Schürman
Ele tinha apenas sete anos de idade quando sua família embarcou num veleiro para navegar ao redor do mundo. Foi o único dos filhos do casal Vilfredo e Heloísa que permaneceu a bordo durante todo o período de dez anos que durou a aventura. De volta ao Brasil, tornou-se atleta profissional de windsurf. Desde então, foi sete vezes campeão brasileiro, duas vezes campeão sul-americano e vice-campeão mundial.

Vantagens da preparação
“Acho que o preparo mental de um atleta vem com a experiência. No começo de minha trajetória, eu ficava muito tenso em competições importantes. Com o passar do tempo, passei a conseguir me concentrar mais. Vejo muito isso em atletas novos. Eles podem até ser mais rápidos durante os treinos, mas em competições esse cenário muda e é justamente quem está melhor preparado mentalmente que leva vantagem. Várias vezes conquistei títulos importantes, em que venci no último dia por estar com a atitude mental positiva. Graças a isso, superei obstáculos que às vezes pareciam ser impossíveis.

Cada atleta tem a sua maneira pessoal de se preparar e não existe uma regra específica. O importante é haver um equilíbrio, pois corpo e mente são fundamentais. Você pode estar bem preparado fisicamente, mas se não tiver a mente em ‘competition mode’, como chamamos, não terá 100% de rendimento. E o inverso também acontece.

Acredito que, com a mentalidade vencedora, é possível superar grandes e pequenos obstáculos no cotidiano. É possível aplicá-la em tudo o que você faz. Sem dúvida, as conquistas serão gratificantes e os desafios facilmente superados”.


Oscar Schmidt
O ex-jogador de basquete é um dos maiores ídolos do esporte nacional, tendo conquistado uma infinidade de títulos, como a histórica medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 1987, em Indianápolis (EUA). Os quase 50 mil pontos convertidos nos mais de 1,6 mil jogos que disputou lhe valeram o merecido apelido de “Mão Santa”.

É possível superar até a dor
“Já errei arremessos de lance livre no finalzinho do jogo por estar confiante demais. E quando acertei foi devido ao fato de estar totalmente concentrado naquele momento. Para um atleta, a mente é tão importante quanto o corpo. Um bom exemplo disso é quando você está machucado e, de alguma maneira, sua cabeça faz com que você supere a dor e jogue assim mesmo. Ou seja, o atleta tem que estar preparado mentalmente o tempo todo, para qualquer treino, para qualquer jogo, para qualquer torneio. Esse tipo de atitude funcionou bem para mim no esporte. Se alguém achar que o meu exemplo é bem-vindo, ótimo. Mas é importante que cada um encontre seu próprio equilíbrio, seja na prática esportiva, seja no dia a dia”.

Texto • Daniel John Furuno

sábado, 14 de maio de 2011

Massagem esportiva terapêutica



Com uma vida tão corrida e que exige tanto do ser humano, as pessoas têm dedicado cada vez menos tempo aos cuidados do próprio corpo, assim que por causa disso tem aumentado o número de contusões, de maus jeitos, de torções e outros tipos de movimentos errôneos que comprometem a musculatura. Para tentar combater todos estes movimentos equivocados é que surge a massagem terapêutica.

Muito popular principalmente em eventos esportivos, a massagem terapêutica vem ajudado muitos atletas a conseguirem manter sua estrutura muscular um pouco mais inteira, pois estes especialistas nesta ramificação prontamente vão atendê-los tão logo ocorra a contusão, de forma que por ser tão preciso acaba evitando que as torções piorem por não terem sido tratadas a tempo.

Através da ação imediata e direta nos tecidos moles do corpo, a massagem terapêutica age diretamente no organismo de forma a acalmá-lo e ajudar no combate ao stress, que tanto se reflete nos músculos. Por causa destas características é que ela vem sendo tão utilizada nos meios esportivos, porque além disso também ajuda a auxiliar o organismo na recuperação do mesmo contra os maus movimentos já acima citados, como muitos estudos já vêm apontando.

Ao descobrirem isso, todos os organizadores de eventos esportivos ou de grande porte já têm como gasto certo a contratação de equipes especializadas em massagens terapêuticas, já visando que tanto os esportistas quanto os visitantes têm grande potencial em sofrer algum tipo de torção e é necessário que haja alguém que possa atendê-los propriamente. Assim, se você é um profissional desta área, este é um campo certo de trabalho.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

11 benefícios da caminhada para o corpo e a mente



Ela controla a pressão, diabetes, protege contra demência e ainda emagrece


Você conhece algum exercício mais fácil de praticar do que a caminhada? Ela não exige habilidade, é barata, pode ser feito praticamente a qualquer hora do dia, não tem restrição de idade e ainda pode ser feita dentro de casa se a pessoa tiver uma esteira. "Para uma pessoa que não pratica nenhum tipo de esporte, uma caminhada de 10 minutos por dia já provoca efeitos perceptíveis ao corpo, depois de apenas uma semana, explica o fisiologista do esporte Paulo Correia, da Unifesp. Além da melhora do condicionamento físico, as vantagens de caminhar para a saúde do corpo e da mente são muitas, e comprovadas pela ciência. O Minha Vida reuniu 11 benefícios que esse hábito pode fazer para você. Confira aqui e movimente-se:


1.Melhora a circulação

Um estudo feito pela USP, de Ribeirão Preto, provou que caminhar durante aproximadamente 40 minutos é capaz de reduzir a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício. Isso acontece porque durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão.

Além disso, a caminhada faz com que a as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação de hemoglobina a e oxigenação do corpo. "Com o maior bombeamento de sangue para o pulmão, o sangue fica mais rico em oxigênio. Somado a isso, a caminhada também faz as artérias, veias e vasos capilares se dilatarem, tornando o transporte de oxigênio mais eficiente às partes periféricas do organismo, como braços e pernas", explica o fisiologista Paulo Correia.

2.Deixa o pulmão mais eficiente

O pulmão também é bastante beneficiado quando caminhamos. De acordo com Paulo Correia, as trocas gasosas que ocorrem nesse órgão passam a ser mais poderosas quando caminhamos com frequência. Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras.

"A prática da caminhada, se aconselhada por um médico, pode ajudar também a dilatar os brônquios e prevenir algumas inflamações nas vias aéreas, como bronquite. Em alguns casos mais simples, ela tem o mesmo efeito de um xarope bronco dilatador", explica.

3. Combate a osteoporose

O impacto dos pés com o chão tem efeito benéfico aos ossos. A compressão dos ossos da perna, e a movimentação de todo o esqueleto durante uma caminhada faz com que haja uma maior quantidade estímulos elétricos em nossos ossos, chamados de piezelétrico. Esse estímulo facilita a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes e menos propensos a sofrerem com a osteoporose.


"Na fase inicial da perda de massa óssea, a caminhada é uma boa maneira de fortalecer os ossos. Mesmo assim, quando o quadro já é de osteoporose, andar frequentemente pode diminuir o avanço da doença", diz o fisiologista da Unifesp.

4. Afasta a depressão

Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio produzido pela hipófise, responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Quando uma pessoa começa a praticar exercícios, ela automaticamente produz endorfina.

Depois de um tempo, é preciso praticar ainda mais exercícios para sentir o efeito benéfico do hormônio. "Começar a caminhar é o inicio de um círculo vicioso. Quando mais você caminha, mais endorfina seu organismo produz, o que te dá mais ânimo. Esse relaxamento também faz com que você esteja preparado para passar cada vez mais tempo caminhando", explica Paulo Correia.

5. Aumenta a sensação de bem-estar

Uma breve caminhada em áreas verdes, como parques e jardins, pode melhorar significativamente a saúde mental, trazendo benefícios para o humor e a autoestima, de acordo com um estudo feito pela Universidade de Essex, no Reino Unido.

Comparando dados de 1,2 mil pessoas de diferentes idades, gêneros e status de saúde mental, os pesquisadores descobriram que aqueles que se envolviam em caminhadas ao ar livre e também, ciclismo, jardinagem, pesca, canoagem, equitação e agricultura, apresentavam efeitos positivos em relação ao humor e à autoestima, mesmo que essas atividades fossem praticadas por apenas alguns minutos diários.


6. Deixa o cérebro mais saudável

Caminhar diariamente é um ótimo exercício para deixar o corpo em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Entretanto, um novo estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostra que esse efeito antienvelhecimento do exercício pode ser possível também em relação ao cérebro, ao aumentar seus circuitos e reduzir os riscos de problemas de memória e de atenção. "Os estímulos que recebemos quando caminhamos aumento a nossa coordenação e fazem com que nosso cérebro seja capaz de responder a cada vez mais estímulos, sejam eles visuais, táteis, sonoros e olfativos", comenta Paulo Correia.

Outro estudo feito pela Universidade de Pittsburgh, afirma que as pessoas que caminham em média 10 quilômetros por semana apresentam metade dos riscos de ter uma diminuição no volume cerebral. Isso pode ser um fator decisivo na prevenção de vários tipos de demência, inclusive a doença de Alzheimer, que mata lentamente as células cerebrais.

7. Diminui a sonolência

A caminhada durante o dia faz com que o nosso corpo tenha um pico na produção de substâncias estimulantes, como a adrenalina. Essa substância deixa o corpo mais disposto durante as horas subsequentes ao exercício. Somado a isso, a caminhada melhora a qualidade do sono de noite.

"Como o corpo inteiro passa a gastar energia durante uma caminhada, o nosso organismo adormece mais rapidamente no final do dia. Por isso, poucas pessoas que caminham frequentemente têm insônia e, consequentemente, não tem sonolência no dia seguinte", completa o especialista da Unifesp.

8. Mantém o peso em equilíbrio e emagrece

Esse talvez seja o benefício mais famoso da caminhada. "É claro que caminhar emagrece. Se você está acostumado a gastar uma determinada quantidade de energia e começa a caminhar, o seu corpo passa a ter uma maior demanda calórica que causa uma queima de gorduras localizadas", afirma Paulo Correia.

E o papel da caminhada na perda de peso não para por aí. Pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, mostrou que, mesmo horas depois do exercício, a pessoa continua a emagrecer devido à aceleração do metabolismo causada pelo aumento na circulação, respiração e atividade muscular.

A conclusão foi de que os músculos dos atletas convertem constantemente mais energia em calor do que os de indivíduos sedentários. Isso ocorre porque quem faz um treinamento intensivo de resistência, como é o caso da caminhada, tem um metabolismo mais acelerado.

9. Controla a vontade de comer

Um estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de Exeter, na Inglaterra, sugere que fazer caminhadas pode conter o vício pelo chocolate. Durante o estudo, foram avaliadas 25 pessoas que consumiam uma quantidade de pelo menos 100 gramas por dia de chocolate. Os chocólatras tiveram que renunciar ao consumo do doce e foram divididos em dois grupos, sendo que um deles faria uma caminhada diária.

Os pesquisadores perceberam que não comer o chocolate, juntamente com o estresse provocado pelo dia a dia, aumentava a vontade de consumir o doce. Mas, uma caminhada de 15 minutos em uma esteira proporciona uma redução significativa da vontade pela guloseima.

"Além de ocupar o tempo com outra coisa que não seja a comida, a caminhada libera hormônios, como a endorfina, que relaxam e combatem o estresse, efeito que muitas pessoas buscam compulsivamente na comida", afirma Paulo Correia.

10. Protege contra derrames e infartos

Quem anda mantém a saúde protegida das doenças cardiovasculares. Por ajudar a controlar a pressão sanguínea, caminhar é um fator de proteção contra derrames e infarto. "Os vasos ficam mais elásticos e mais propícios a se dilatarem quando há alguma obstrução. Isso impede que as artérias parem de transportar sangue ou entupam", diz Paulo.

A caminhada também regula os níveis de colesterol no corpo. Ela age tanto na diminuição na produção de gorduras ruins ao organismo, que têm mais facilidade de se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos e por isso causar derrames e infartos, como no aumento na produção de HDL, mais conhecido como colesterol bom.


11. Diabetes

A insulina, substância que é responsável pela absorção de glicose pelas células do corpo, é produzida em maior quantidade durante a prática da caminhada, já que a atividade do pâncreas e do fígado são estimuladas durante a caminhada devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos.

Outro ponto importante é que o treinamento aeróbico intenso produzido pela caminhada é capaz de reverter a resistência à insulina, um fator importante para o desenvolvimento de diabetes. Assim fica comprovado que os exercícios têm ainda mais benefícios contra o mal do que se pensava anteriormente.

"Quanto maior a quantidade de insulina no sangue, maior a capacidade das células absorverem a glicose. Quando esse açúcar está circulando livremente no sangue, pode causar diabetes", explica o fisiologista da Unifesp.

minha vida

quarta-feira, 11 de maio de 2011

O benefício do ciclismo



Não tem como fugir. Para se manter em forma e saudável, a atividade física deve estar incluída na rotina. E o ciclismo pode ser um forte aliado para quem quer manter a forma mas tem aversão à academia.

“Como toda prática esportiva, o ciclismo traz grandes benefícios ao organismo e ao coração de uma forma global e integrada”, afirma o cardiologista do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo, João Vicente da Silveira. “E vale lembrar que é fundamental a utilização de trajes e equipamentos apropriados à prática do esporte, como o uso de capacete”, alerta o médico.

Pedalar é uma das atividades mais completas, pois movimenta todo o corpo. Conheça 10 principais vantagens em andar de bicicleta:

- Combate estresse e depressão: As contrações cardíacas tornam-se mais eficazes e, com isso, o sangue chega mais rapidamente ao cérebro, diminuindo, assim, a incidência de ansiedade, angústia e depressão.

- Melhora relações sexuais: Como ocorre uma tonificação dos vasos das coxas e das pernas, a irrigação sanguínea nos órgãos genitais e vasos pélvicos é intensificada, o que colabora com uma melhor ereção peniana e aumenta a lubrificação vaginal, levando a uma relação sexual prazerosa.

- Emagrece: Combinadas a uma dieta saudável e com baixas calorias, as pedaladas auxiliam na perda de peso, no controle de peso, além de favorecer o emagrecimento, reduzindo a gordura corporal.

- Faz ser mais feliz e ter bom sono: O ato de pedalar estimula a liberação das endorfinas (morfinas endógenas - que fazem com que o indivíduo seja mais feliz), aumenta também os níveis de serotonina (o chamado hormônio da felicidade), gerando o relaxamento, fatores essenciais para um sono saudável.

- Reduz colesterol e triglicérides: Com a prática constante do ciclismo, ocorre consumo das gorduras e diminuição do colesterol total e LDL (colesterol ruim), além dos triglicerídeos.

- Evita o infarto: Ocorre também diminuição da glicemia, controlando a diabetes, que é fator de risco para a formação da placa aterosclerótica, que leva a angina e ao infarto agudo do miocárdio.

- Diminui a pressão arterial: Pedalar com frequência tonifica os vasos sanguíneos (artérias e veias) e faz com que eles relaxem mais facilmente, contribuindo com a diminuição da pressão arterial, que é um importante fator de risco para doenças coronarianas.

- Aumenta a imunidade: com a melhora na contração cardíaca, o sistema imune fica estimulado e eleva a produção de glóbulos brancos, ajudando o organismo a defender-se de vírus e bactérias.

- Melhora a Respiração: O esforço das pedaladas aumenta a freqüência cardíaca, melhorando oxigenação dos pulmões e dos tecidos.

- Garante boa forma e fôlego de atleta: A prática recorrente do ciclismo tonifica os músculos das pernas, além de aumentar o desempenho aeróbico e cardiovascular.

bem leve

terça-feira, 10 de maio de 2011

A Importância do Personal Trainer


Inicialmente gostaria apenas de esclarecer a definição correta para este tipo de profissão. Qual a forma correta? Personal Trainer ou Personal Training?

Personal = individual, particular.

Training = treinamento, se refere ao serviço prestado.

Trainer = treinador, o profissional que realiza este tipo de serviço.

Quem já tem seu "personal”, ou professor particular, não quer mais saber das aulas padronizadas. Na atualidade, devido a maior evolução da medicina e a ampliação das redes de comunicação, as pessoas felizmente enxergam o exercício não só como um caminho para a beleza física, mas principalmente, como uma porta para a saúde e longevidade.

O trabalho do Personal não deve ficar limitado à ênfase na aparência, pelo contrário, ele deve ficar em posição de destaque por ser alguém em quem o cliente poderá confiar seu corpo e vida para um trabalho de prevenção de doenças e resgate individual da própria saúde física e mental. E ele terá formação e competência para fazê-lo.

Mesmo sendo avisadas pelos médicos e pela mídia sobre o perigo da obesidade, dos maus hábitos como alimentação inadequada e dos benefícios que um bom programa de exercícios podem lhes trazer, as pessoas ainda lotam os consultórios que parecem ainda estar abarrotados de pessoas sofrendo do mesmo mal do século: doenças desenvolvidas pela obesidade.

Diante de um quadro caótico onde os indivíduos parecem entender, mas não como fazer e ainda a insegurança de onde buscar ajuda, surge a pessoa do Personal Trainer. Esta função exclusiva do Profissional de Educação Física deve ser encarada com muita seriedade.

Os principais diferenciais na contratação desse profissional são:

a) O atendimento e acompanhamento individualizado;

b) Maior atenção na supervisão e correção dos exercícios;

c) Possibilidade de variação de modalidades e atividades de exercícios;

d) Comodidade na escolha e variações de locais para execução das aulas;

e) Escolha de horários compatíveis com a disponibilidade e rotina diária do Cliente;

f) Elaboração de programas com objetividade e eficiência, atendendo às expectativas do cliente e sua individualidade biológica;

g) Maior motivação causada pela presença do Personal para os dias de indisposição e falta de vontade para exercitar-se.

Portanto anime-se!

Procure um Personal Trainer com qualificação, competência e veja os resultados!

Texto de Alexandre Vieira.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Nutrição aplicada a atividade física

Além do lado estético e redução da obesidade a prática de atividade física é apontada como um dos fatores importantes para a prevenção, tratamento e cura de algumas doenças como diabetes, câncer de cólon e de útero, doenças do coração e outras.

Tanto o atleta quanto os praticantes de atividade física necessitam de uma alimentação saudável, seja para atigir os objeticos estéticos ou de saúde esperados, seja para melhorar o desempenho e prevenir lesões e infecções que prejudicam a competição.

É comum ouvir nas academias a preocupação em atingir o peso ideal, ganhar massa, ficar bombado. E por isso o foco está nos suplementos protéicos, caloricos ou nos termigênicos. Eles são muito importantes e podem ajudar muito se usados adequadamente. Mas também existem outros pontos que precisam ser lembrados para garantia de saúde, que são as vitaminas e minerais.

- Para produção de energia, síntese e degradação dos compostos as vitaminas lipossolúveis – A, D, E e K – são essenciais.

- Os carboidartos são utilizados para formação de energia com ajuda das vitaminas do complexo B que são reguladoras do processo aeróbico.

- As vitaminas antioxidantes (C, E e A) atuam como “varredoras” de radicais livres, que são amplamente produzidos durante a atividade física, prevendindo enfermidades como câncer, diabetes e cardiovasculares.

- A carência de vitaminas do complexo B altera o metabolismo energético, ocasiona prejuízos na função neuromotora e consequentemente fadica, dores musculares, náuseas, anorexia, depressão e queda de desempenho.

- A baixa ingestão de vitamina A e outros antioxidantes além de agravar danos causados pelos radicais livres, causa prejuízo na imunidade predispondo a infecções.

- O cálcio é importantissimo para a contração muscular e sua deficiência aumenta o risco de fraturas e causa osteoporose e osteopenia.

- O ferro ajuda no transporte de oxigênio e por isso sua falat diminui o rendimento esportivo em razão de sintomas como fadiga, sonolência e falta de concentração, além de causar anemia ferroprova.

- O cromo é responsável pela manutenção da insulina e estimula a síntese protéica.

- Zinco, cobre, manganês e selênio são antioxidantes e combatem a produção de radicais livres. O Zinco, além de antioxidante também atua na produção de energia e crescimento e reparo de tecidos.

A Nutrição Esportiva é a área da nutrição que se destina não só aos atletas de elite, mas também aos praticantes de atividade física regular. Ambos obtêm melhores resultados quando fazem adequada alimentação e suplementação, antes, durante e após o exercício, de acordo com a atividade física praticada e metas estabelecidas.

Tem como finalidade:

Manter a saúde e o bem estar;
Preparar o organismo para o treino;
Melhorar a performance;
Otimizar o tempo de recuperação.

domingo, 8 de maio de 2011

sábado, 7 de maio de 2011

Corrida: dicas para sua preparação física durante esta prática esportiva



Para se ter um bom desempenho em qualquer atividade física é essencial que sejam adotadas medidas básicas, principalmente se você é iniciante. A corrida é um tipo de exercício de fácil acesso e que pode ser feito por todos, desde que se sigam algumas orientações:

Faça exames médicos: para se ter uma maior segurança antes de iniciar um programa de preparação física, são recomendados alguns exames médicos que irão identificar se apresenta alguma restrição para a prática esportiva. Análise clínica, Ecocardiograma, Teste de esforço máximo, Exame de sangue completo são alguns deles.

Avaliação física: quando se trata de treinamento físico específico é necessária uma avaliação física inicial e específica, seguidas de reavaliações periódicas. Somente dessa forma você e seu treinador conseguirão mensurar os ganhos, perdas, ajustes dos treinos e periodizar seu treinamento.

Periodização dos treinamentos físicos: após analisar os objetivos do atleta, o treinador deverá planejar o treinamento, definir os períodos de treino e suas metas, quantos dias de treino na semana, duração e intensidades dos treinos.

Como se vestir: dê sempre preferência para as roupas leves, de cores claras, que possuam a tecnologia de absorção e secagem rápida do suor e que sejam antibacterianas. A escolha do tênis ideal é fundamental para o bom desempenho do atleta prevenindo possíveis lesões. E nunca se esqueça de utilizar o protetor solar, principalmente se a corrida for feita em ambiente aberto e com forte incidência solar.

Hidratação: é essencial que você se mantenha hidratado antes, durante e após os treinos. O ideal é ingerir mais ou menos 200 ml de água a cada 20 minutos de exercício. Como a sensação de sede já é sinal de desidratação, beba água sem sentir esta percepção. Após treinos exaustivos faça uso de repositores energéticos e eletrolíticos, que irão restituir os sais minerais perdidos com o suor.

Alimente-se bem: a fonte de energia dos corredores são os carboidratos. Caso falte ou a qualidade deste nutriente seja inadequado, o seu desempenho não será satisfatório. Porém, são necessárias também as proteínas, as gorduras, as vitaminas e os minerais, ou seja, a alimentação deve ser equilibrada. Não fique muito tempo sem se alimentar. Procure fazer refeições no máximo a cada 3 horas para acelerar seu metabolismo e evitar o acúmulo de gordura desnecessário.

Recuperação do treinamento: o descanso também é um ponto essencial para um bom desempenho físico. É necessário ter uma boa noite de sono, sair e distrair com os amigos e não se estressar. Isso tudo irá evitar que nosso organismo responda de forma negativa a qualquer desequilíbrio emocional ou fisiológico.

Disciplina e determinação: não falte aos treinos e sempre realize todas as atividades descritas pelo seu treinador.

Treinando o psicológico: aprenda a valorizar o seu esforço e a sua capacidade. Visualizar-se correndo cada vez melhor, cumprindo suas metas e focos, é uma boa forma de atingir este objetivo. A corrida é um ótimo momento para colocar as ideias em ordem e descarregar as energias negativas.

Seguindo todas estas orientações, com certeza você terá um bom desempenho, e isso sem prejudicar a sua saúde


Éverton Oliveira - Redação Saúde Plena

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Massagem e Exercício



Para todas as formas de exercício, desde o atletismo até a dança ou o ciclismo, a massagem tem um valor tremendo para o condicionamento do corpo para a ação, relaxamento e cura de lesão.


Antes do exercicio, a massagem deve ser aplicada como complemento de uma rotina de aquecimento e alongamento. Depois de exercicio, necessitamos alguns momentos de repouso para restaurar o equilibrio metabólico em nossos músculos.

A massagem ajuda os musculos a retornar a sua capacidade original com maior rapidez do que o repouso, por melhorar a circulação e ajudar na remoção dos produtos do mebolismo.

A massagem localizada tambem alivia as cãibras, a fibrosite e acelera o tempo de recuperaçãpo das lacerações musculares e tendinosas, as torções e as luxações. Muitos atletas declaram que correm melhor depois de uma sessão de reflexologia, porque não só seus pes ficam mais soltos, mas o corpo inteiro fica tonificado e relaxado.

MASSAGEM ANTES DO EXERCíCIO

Uma massagem estimulante, recebida preferilmente um dia antes de qualquer forma de exercicio intenso ou prolonado, condicionará o corpo e ajudará a prepará-lo para o esforço futuro. Ajudamos a evitar problemas como cãibras e enrijecimentos.

RELAXAMENTO APÓS O EXERCÍCIO

Ajudamos na drenagem dos produtos do catabolismo (desassimilação) que podem ter se acumulado nos tecidos, e no relaxamento dos musculos cansados, alem de fazer com que ocorra o aporte de sangue fresco.



Fonte:sensiart.com

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Dieta x atividade física



Quando o assunto é alimentação e atividade física, a maioria das pessoas não sabe bem o que ingerir antes e depois dos treinos. No entanto, a dieta certa melhora o rendimento e os resultados.

Antes da atividade física, o melhor plano a ser seguido é consumir alimentos que sejam fontes ricas de carboidrato, pois ele é o responsável pelo fornecimento da energia necessária ao organismo. Além disso, permanecem no estômago por menos tempo, sendo o combustível ideal para quem pratica exercícios. Boas opções de lanche são o pão integral, biscoitos e bolachas feitos com aveia, como também leite desnatado e banana. Já as proteínas e gorduras promovem uma digestão mais lenta, portanto, a refeição anterior aos exercícios deve ser pobre desses nutrientes.

Após os exercícios de musculação, devido ao desgaste dos músculos e o cansaço, os alimentos ideais são os que contenham proteínas - importantes na reposição do nutriente e na otimização dos resultados.

Durante a prática de qualquer atividade física, a temperatura do corpo se eleva. Para manter a temperatura ideal e recuperar seu equilíbrio, o corpo transpira e ocorre a perda de líquido por meio do suor. A evaporação do suor elimina parte do calor e também substâncias importantes para o corpo, como água e sais minerais. Por isso, precisamos repor essa perda e manter o bom funcionamento do organismo com a hidratação. Água ou repositores hidroeletrolíticos são fundamentais.

Dica de lanche para antes da musculação:

1 pão francês com 1 col. (sobremesa) de cream cheese light + 1 suco de fruta

Pós-musculação:

1 sanduíche de pão integral com frango desfiado, ricota e rúcula + 1 suco de laranja.


Luana Stoduto é nutricionista, formada pela Unigranrio e especialista em Administração de Serviços de Alimentação pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Massagem para atletas


Nos últimos tempos a pratica de atividade física vem se tornando uma freqüência entre brasileiros; nas praças, parques e academias, pessoas de todas as idades se exercitam buscando um físico impecável, uma melhor qualidade de vida e até mesmo resultados mais ousados, como de se tornar um atleta profissional.

Mas poucos sabem que vida de atleta não é só treino e alimentação adequada, uma programação de massagem é fundamental para o bom desempenho, isso sem falar no aumento da vida útil do mesmo.

A importância exercida pela massagem na vida de um atleta é reconhecida por médicos, equipe técnica e pelos próprios atletas desde a década de 80 sendo difundia em 1996 nos jogos de verão em Atlanta, Geórgia; desde então o massoterapeuta passou a fazer parte da preparação dos atletas, assim também como a prevenção e tratamento de várias tipos de lesões físicas e emocionais.

A melhora da flexibilidade e recuperação de lesões são as vantagens mais conhecidas entre leigos e muitos atletas, mas na verdade os benéficos vão muito além; de acordo com Mary Beth Braun e Stephanie Simonson, a massagem é capaz de :

reduzir dores musculares;
aliviar espasmos musculares;
melhorar a propriocepção e consciência corporal para a coordenação; restaurar o comprimento normal dos músculos hipertônicos em repouso; reduzir o período de recuperação;
aumentar da amplitude de movimentos;
melhorar a circulação sangüínea e linfática,
melhorar a saúde do tecido muscular,
e o mais importante, proporcionar o equilíbrio entre mente corpo e espírito.

Os resultados da massagem atingem não só a parte física mais também a emocional; hoje em dia o emocional é responsável por praticamente 70 % das doenças do mundo, muitas doenças contraídas e alimentadas pelo ser humano possuem sua origem no emocional, podendo este levar o ser humano ao céu ou afastá-lo dele.

Com tantos benefícios comprovados cientificamente a massagem vem ganhando cada vez mais popularidade no meio esportivo; porém, ainda existem muitos atletas e até mesmo equipes técnicas profissionais, principalmente brasileiras, que não incluem um trabalho massoterápico na programação de treinos e competições; normalmente a procura pela massagem é requisitada apenas em momentos críticos, onde o atleta já se encontra lesionado e ou abalado emocionalmente.

A questão psicológica referida à acima pode ser associada a exercícios de bioenergética podendo levar o ser humano a um nível elevado de relaxamento e concentração.

A importância da massagem desportiva, como é conhecida, é realizada com técnicas específicas de amassamento, compressão, deslizamentos e alongamentos de acordo com a modalidade esportiva realizada.

A massagem desportiva pode ainda ser complementada com técnicas de shiatsu, do-in e reflexologia, onde é possível se detectar e tratar várias deficiências energéticas que podem prejudicar o rendimento do atleta.

Um trabalho massoterápico direcionado para atletas deve seguir um planejamento específico onde inicialmente o massoterapeuta identifica os movimentos e músculos mais requisitados. Desta forma, um trabalho de massagem direcionado para um nadador, por exemplo, o massoterapeuta deverá enfatizar os músculos: infra-espinhal, subescapular, redondo menor, deltóide, peitoral maior, glúteos, trapézio, latíssimo do dorso e tríceps braquial.

Seja qual for o esporte praticado, a questão emocional também deve ser trabalhada, lembrando que o atleta é um ser humano, e ser humano não é apenas matéria; desta forma, por meio de técnicas de massagens terapêuticas pode-se obter benefícios mentais e espirituais.

Seguindo a programação as aplicações de massagem devem ser divididas em pré-competição, durante a competição (quando possível), pós-competição, recuperação, reabilitação e manutenção. A mesma programação pode ser adotada nos treinamentos.

Como o próprio nome diz, a massagem pré-competição ou pré-treino, é realizada de 2 dias a 20 minutos antes da competição; durando em média 15 minutos é realizada de forma superficial e rápida, de modo que o atleta não sinta nenhum tido de dor; com movimentos de compressão, amassamento, fricção, percussão, vibração e movimentos articulares a massagem pré-competição não deve alterar significativamente o comprimento dos músculos, evitando que a percepção cinestésica do atleta não seja afetada.

A realização de movimentos articulares é de grande importância, pois estimulam a produção de líquido sinovial que vai ajudar na lubrificação articular e na absorção de impactos.

De forma alguma estímulos negativos devem ser passados para o atleta; desta forma, palavras que podem causar desanimo e preocupação devem ser evitadas no período pré-competição, como por exemplo, comentar com o atleta que o mesmo não está em boa forma física, ou que a musculatura da coxa poderá sofrer um estiramento devido à tensão em que se encontra.

Posturas inadequadas são muito comuns em atletas; na rotina de treinamento o corpo age de forma a compensar toda deficiência postural, desta forma deve-se evitar qualquer ajuste de musculaturas encurtadas na hora da competição, uma vez que o corpo já está adaptado e preparado para trabalhar com aquela deficiência; mudanças na musculatura e articulações neste momento podem prejudicar o resultado do atleta, e até mesmo provocar lesões; o momento ideal para se trabalhar o alinhamento postural é durante o período de treinamento físico e técnico.

A massagem pré-competição tem como objetivo aquecer os tecidos, reduzir a tensão muscular, aumentar a circulação, a flexibilidade, a amplitude de movimentos, a capacidade de concentração, reduzir a ansiedade e proporcionar sensação de bem estar.

Durante os treinamentos ou até mesmo durante a competição, quando for possível, é interessante a inclusão de massagens. O trabalho de massagem nesse período deve ser aplicado de forma curta e suave no início, aumentando-se a pressão durante terminando suave.

A massagem durante o treinamento e ou competição é capaz de manter o nível de atenção do atleta, diminuir a sensação de fadiga muscular, melhorar a respiração, ajudar com a eliminação de catabólicos, aumentar a circulação sangüinea, facilitando o alongamento das fibras musculares e uma conseqüente diminuição de riscos de lesões.

Após uma competição a exaustão é intensa, a quantidade de oxigênio encontrada na musculatura é mínima, e com tensões dores são bem comuns devido a quantidade de ácido lático liberado na musculatura, câimbras muitas vezes surgem e a redução da flexibilidade é visível; desta forma, a massagem pós-competição é aplicada tendo como objetivo amenizar ao máximo tais disfunções.

A massagem pós-competição dura entre 15 e 20 minutos, concentrando-se nos músculos mais utilizados. Os movimentos mais comuns são, deslizamentos (no sentido das extremidades para o coração), compressões suaves, movimentos articulares, enchimento e levantagem (movimentos que percorrem as fibras musculares sem alongá-las, conhecido também como alargamento a técnica faz com que as fibras musculares se soltem uma das outras) e alongamentos suaves; o uso de lubrificantes pode ser usado, facilitando o trabalho. Toques profundos devem ser evitados, pois os tecidos musculares cansados encontram-se enfraquecidos e desta forma podem ser lesionados facilmente.

Esse tipo de massagem é realizado até 6 horas depois da competição, sendo a mesma aplicada logo após a competição, o atleta deve ter sofrido o resfriamento e estar com roupas secas.

Com o estimulo do aumento da circulação no interior da musculatura o oxigênio é distribuído nos tecidos e assim é reduzida a formação de ácido lático.

A massagem restauradora é realizada entre 6 e 72 horas após a aplicação da massagem pós-competição, tendo como objetivo estimular a circulação e restaurar o comprimento e repouso dos músculos. Esse tipo de massagem proporciona o alongamento dos músculos especificamente ativos durante a competição e da fáscia que os envolve.

Todos movimentos básicos de massagem podem ser utilizados nesta etapa, assim também como alongamentos. O tratamento da dor e do ponto que deu origem à mesma é de fundamental importância para se ter um trabalho totalmente satisfatório.

Importante ressaltar que a massagem é contra indicada em áreas de inflamação localizada, pois nestas áreas o processo de cura torna a mesma muito sensível e fraca, desta forma, manobras de massagem podem vim a agravar a área inflamada.

O período do processo de cura de uma lesão varia de pessoa para pessoa e também da gravidade da lesão, podendo durar semanas ou anos. A dor é um fator que agrava o processo de cura, quanto mais tempo durar a dor mais extenso será o processo de cura. O massoterapeuta torna-se então uma importante e eficiente ferramenta para estimular o processo de auto cura.

O conhecimento das fases de um processo de cura devem ser sabidos pelo massoterapeuta, para que assim possa instruir o atleta de forma segura e eficiente. O repouso é extremamente importante para se evitar o aumento da lesão; a utilização de gelo alivia as dores e reduz a circulação na área lesionado que após ser retirado provocará a inundação da área com sangue oxigenado, estimulando assim a cura e a remoção de detritos celulares e químicos; a compressão evita o acúmulo de linfa e estimula o escoamento da mesma para longe da área; movimentos suaves na área lesionada proporcionam uma cicatrização funcional.

Tocar o ser humano exige muito mais do que conhecimentos de anatomia e das próprias técnicas de massagem, tocar uma pessoa exige sensibilidade por parte do massoterapeuta, exige dedicação, consciência e vontade de estar ajudando o próximo; o toque proporciona às pessoas sentirem o mundo a sua volta e perceberem que estão vivas. A massagem é um instrumento útil para a boa comunicação entre o corpo e a mente, por meio dela pode-se chegar à conclusão da realidade do mundo emocional da pessoa.

Proporcionar bem estar ao ser humano é o principal objetivo da massagem, seja ela direcionada a atletas ou não; desta forma, o massoterapeuta para proporcionar tantos benefícios deve estar bem fisicamente, mentalmente e espiritualmente, caso contrário todo trabalho estará comprometido. O massoterapeuta deve sempre buscar o equilíbrio entre mente corpo e espírito, e para isso poderá praticar exercícios de bionergética, relaxamento, alongamento e “massagem”.

Bibliografia:
BETH Mary Braun, SIMONSON Stephanie. Massoterapia. Primeira tradução, Editora Manole, pp:420-424, 2007.
NESSI André. Massagem Antiestresse. Uma abordagem teórica e prática para o bem-estar. 3ª Edição. Editora Phorte, 2006.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Desvendando os mitos da musculação para mulheres

Muitas mulheres evitam a musculação com medo de desenvolverem grandes músculos e, assim, adquirirem uma aparência masculina. Mas, em condições normais, o organismo feminino não produz quantidades significativas de testosterona, substância responsável pela hipertrofia muscular (desenvolvimento de músculos grandes).

Outro motivo equivocadamente usado para descontinuar os treinos é o aumento em alguns centímetros das medidas do corpo e os quilos a mais na balança, consequentes do ganho de músculos. Muitas mulheres nessa situação acreditam que estão mais gordas e logo desanimam da atividade física.

Entretanto, a relação gordura X peso precisa ser mais bem esclarecida não só entre as mulheres. À medida que o tecido magro (músculo) se desenvolve, há mais tendência para queimar gordura, o que leva à perda da mesma. Assim, aumentar o tecido magro, entre outras vantagens, aumenta a capacidade do corpo em queimar calorias durante o repouso, sendo que o mesmo não acontece com um exercício aeróbico - atividade que aumenta o consumo de oxigênio e a frequência cardíaca. Portanto, a musculação favorece o emagrecimento sem prejuízos à saúde.

O temor da maior parte das mulheres provém do medo de ficarem “bombadas” e perder traços de feminilidade, mas isso só ocorre em quem faz ingestão de muita testosterona e treina muito, de forma a ficar com os músculos enormes. Mantendo o hábito de treinar por três vezes por semana e não ingerir nada que desenvolva os músculos, nenhuma mulher irá desenvolver musculatura comparável a de um homem.

Se bem orientada, a musculação pode representar uma bela maneira para mulheres alcançarem bem estar físico e mental. Entre outras vantagens, a musculação favorece a manutenção da saúde, ajuda na conservação ou aumento da massa muscular, reduz a gordura corporal, ajuda a controlar dores localizadas, melhora o sono, minimiza a ansiedade e a depressão, diminui o risco de desenvolvimento de câncer, previne o surgimento de doenças cardíacas, reduz os sintomas da artrite, diminui o risco de fraturas e combate a osteoporose.

É preciso ter em mente que a grande finalidade da musculação no caso das mulheres é definição dos músculos, tornando-os firmes e de contornos arredondados, e a redução da gordura corporal. Esses resultados podem ser conseguidos rapidamente com a prática dessa atividade, aliada a uma dieta balanceada e repouso suficiente.

Se a malhação seguir bem o triângulo do sucesso: alimentação adequada, seriedade nos treinos e descanso adequado, a chance de a praticante alcançar os seus objetivos é muito grande. O acompanhamento de um especialista garante a melhor performance dentro das características do seu orientado.

saude plena

domingo, 1 de maio de 2011

Feliz dia do trabalho - Frases



O Mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o seu lazer, entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua educação e a sua recreação, entre o seu amor e a sua religião. Ele dificilmente sabe distinguir um corpo do outro. Ele simplesmente persegue sua visão de excelência em tudo que faz, deixando para os outros a decisão de saber se está trabalhando ou se divertindo. Ele acha que está sempre fazendo as duas coisas simultaneamente.


Texto budista



"Eu acredito demais na sorte. E tenho constatado que, quanto mais duro eu trabalho, mais sorte eu tenho."

Thomas Jefferson
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts with Thumbnails