Páginas

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

A MASSAGEM É COADJUVANTE NOS TRATAMENTOS DE SAÚDE



Criada na China, em meados de 1800 a.C., como parte da Medicina Tradicional Chinesa,  a massagem tem sido usada ao longo dos tempos como meio para aliviar a dor. Os egípcios antigos, os persas e os japoneses, entre outros povos, se beneficiaram dos toques terapêuticos no tratamento de várias doenças e lesões. E através dos tempos, médicos gregos, suecos, franceses, alemães, ingleses e americanos passaram a contribuir para a evolução do método.

Benefícios da Massagem

Fisicamente, as manobras da massagem melhoram a circulação e a oxigenação, aliviando dores e lesões. Quando o corpo é massageado, o organismo libera endorfina e encefalina, substâncias que promovem o alívio da dor.  Psicologicamente, causa bem-estar imediato, estimula os sentimentos positivos e mantém os negativos sob controle, aumenta a energia e estimula a mente, relaxa o corpo e a mente e melhora a autoestima.
Por meio da massagem remove-se o excesso de líquido interstitial, normalizando o PH sangüíneo local e o tônus muscular, provocando alívio ou desaparecimento da queixa”, explica o médico Tadamassa Yamada, especialista em acupuntura e presidente da Escola Oriental de massagem e Acupuntura (EOMA).
Além do alívio de dores musculares e de relaxamento, a massagem pode ser aplicada no tratamento de várias patologias. Na área respiratória, por exemplo, atua em tratamentos de bronquite e pneumonia, relaxando a musculatura do paciente e fazendo com que ele libere a secreção. Também auxilia em pessoas com constipação  intestinal, sem falar na drenagem linfática, muito utilizada nos prés e pós operatórios, principalmente de cirurgias plásticas.

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Massagem, uma boa noite de sono e um cafezinho. Veja essas e outras dicas para você ter uma boa recuperação

10 dicas para a sua recuperação pós-treino

A recuperação pós-treino é tão importante quanto a sua dedicação durante a corrida

Correr, correr e correr! Só evolui quem treina muito, certo? Em parte. Além da dedicação no asfalto, outro fator importante para conquistar melhores resultados começa quando a corrida termina. Se na hora do exercício você leva o seu corpo ao limite, quando ele acaba é hora de deixar o organismo assimilar todo aquele esforço. E isso só é possível com uma boa recuperação pós-treino, que vai muito além de se jogar no sofá de pernas para o ar!

1 – Durma mais
Segundo a American College of Sports, o sono foi classificado como um dos melhores aliados da recuperação física. Durante o período de repouso indicado (em média oito horas por noite), o organismo tem um pico de produção do GH (hormônio do crescimento), que estimula o crescimento e a recuperação muscular. Já a falta dele pode ter efeitos devastadores no seu rendimento. Quando a produção desse hormônio diminui, o corpo tem dificuldade em reparar toda a estrutura física, culminando em possíveis dores e até lesão. Além, é claro, dos problemas de se treinar após noites mal dormidas, como frequência cardíaca elevada, cansaço e falta de atenção.
2 – Prato feito
Após a atividade física, a musculatura sofre “quebras” e só é reestruturada por meio da alimentação. Para o corredor, dietas que restringem algum nutriente não são a melhor opção, já que cada um deles tem uma função principal na recuperação do organismo. Os carboidratos, por exemplo, servem como reservatório energético – e sua falta pode causar fraqueza e baixo rendimento. Já as proteínas se destacam na formação dos tecidos, ajudando a reparar os músculos depois da atividade. Por fim, as gorduras fornecem energia para as células, além de serem importantes para a produção de hormônios que, quando em equilíbrio, ajudam o organismo a se recuperar com maior eficácia.
3 – Hidratação
O corpo humano é formado, em grande parte, por água. Ao nos exercitarmos, o organismo estimula o suor, que visa manter a temperatura interna equilibrada. Porém, se não houver uma reposição adequada de líquidos, o corredor tem sua recuperação prejudicada, principalmente por conta da redução do volume sanguíneo causada pela desidratação, que faz o coração trabalhar mais para atender as necessidades do organismo. Além disso, junto com o suor perdemos também sais minerais e potássio, o que pode culminar em menor força muscular e maior risco de cãibras. Para corridas mais curtas (até 60 min) só a água resolve. Nas mais longas, contar com isotônicos ou até mesmo água de coco, ricos em potássio e sais minerais, pode ser uma boa opção.
4 – Massagem pós-atividade
Massagear as áreas que mais sofrem após o exercício pode ser uma boa opção para acelerar o processo de recuperação. Segundo estudos publicados no Journal of Athletic Training e no British Journal of Sports Medicine a técnica é capaz de melhorar a circulação sanguínea e de produzir sinais químicos que diminuem a inflamação local, causada pelas lesões nas fibras musculares. Segundo as pesquisas, isso pode diminuir aquelas temidas dores musculares que surgem após treinos mais intensos. Mesmo a automassagem pode ser eficaz. Para colocá-la em prática, utilize algum creme ou óleo e massageie levemente o local com movimentos circulares (para ambas as direções).
5 – Banho de gelo
“Mergulhar” em uma banheira de água gelada após a atividade é uma técnica muito usada por atletas profissionais. Quando realizada por até 15 minutos, a crioterapia proporciona benefícios analgésicos para as áreas mais prejudicadas da musculatura. “Esse resfriamento no corpo vai ajudar a prevenir micro lesões musculares, diminuir o sangramento intramuscular e, consequentemente, diminuir e prevenir dores musculares pós-atividade física”, destaca o fisioterapeuta Evaldo D. Bosio Filho. Mas entrar em uma banheira não é a única forma de colocar a técnica em prática. Aplicar bolsas de gelo nos lugares mais doloridos já apresenta bons resultados.
6 – Choque muscular
A eletroestimulação gera contrações musculares involuntárias de baixa intensidade, oferecendo recuperação e relaxamento dos músculos. De acordo com estudo publicado pela Journal of Strength and Condition Research, a estimulação elétrica ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo para os músculos, reduzindo a inflamação e diminuindo os níveis de lactato no sangue. Muitas clínicas de fisioterapia oferecem esse serviço e em apenas algumas sessões já podem ser observados resultados satisfatórios.
7 – Caminhar não é crime
Acrescentar uma caminhada leve na sua rotina de treinos pode te fazer correr melhor. Esse exercício de baixa intensidade ajuda na oxigenação dos músculos e restaura as reservas de glicogênio – importante para a recuperação muscular. “Após um treino de corrida, o atleta pode continuar caminhando por mais 10 minutos, isso vai ajudar a drenar o ácido lático dos músculos”, indica o fisioterapeuta.
8 – Vai um cafezinho?
Um estudo da American Physiological Society aponta que o café é um ótimo aliado da recuperação muscular. Segunda a pesquisa, ingerir a bebida junto com carboidratos depois da corrida aumenta em 66% o nível de glicogênio na musculatura. Outro estudo feito por pesquisadores espanhóis salienta que tomar café antes de uma prova também pode ajudar na recuperação, pois isso induziria a maior liberação de substâncias anti-inflamatórias. Apenas cuidado com exageros: cafeína em excesso pode atrapalhar o sono.
9 – Diversifique
Aposte em modalidades como natação e ciclismo, que mantêm o seu corpo ativo sem prejudicar os músculos e tendões mais usados na corrida. E como a ideia é melhorar a recuperação, prefira realizá-los em intensidade e duração mais baixas. “Esses exercícios podem servir como uma espécie de recuperação ativa (aceleram a oxigenação dos músculos e ajudam a retirar substâncias que inibem a contração muscular). Mas ficar parado no sofá também é muito útil e não é crime”, acrescenta Camilo Geraldi, treinador da Studio Saúde, MG.
10 – Tire um dia de folga
O estresse libera um hormônio considerado vilão da recuperação: o cortisol. Quando ele está alto, há maior probabilidade de perda muscular e dificuldade na reestruturação física. Para combatê-lo, experimente manter a cabeça longe da corrida com maior frequência e procure fazer coisas que te dão prazer, como pegar um cineminha ou sair para jantar.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Massagem desportiva

Curso de massagem desportiva nível 3 em campo -SP



16 horas de curso focado em massagem desportiva em campo. Curso indicado para pessoas de área de saúde que quer aprender o que um massagista faz durante um treino ou competição. Atender atletas em campo é bem diferente. Os machucados e as queixas são diferentes e as técnicas inclui esparadrapo rígido, ataduras, banheiras de gelo e massagem preparativa antes de uma competição.

Os massagistas que trabalham em campo, dependendo da modalidade, tem que conseguir atender dezenas de pessoas com eficácia em curtos períodos de tempo. A massagem é extremamente focada na problemática muscular e muitas vezes feita em 3 a 7 minutos. Raramente o massagista tem tempo suficiente para atender todos os atletas numa forma geral. O massagista em campo, dependendo do esporte, atende os atletas quando há lesões leves como rupturas musculares, torções, estiramentos e etc. Também inclui tratamentos pós-atividade, como gelo, toalhas geladas, alongamentos e prevenção e reabilitação usando esparadrapo e ataduras.

Requisitos

Para participar no curso é obrigatório ter feito o curso de massagem desportiva nível 1 e 2. O curso de massagem desportiva nível 3 inclui manobras e técnicas dos cursos anteriores.

Conteúdo do curso de massagem desportiva em campo

Teoria: Introdução do dia a dia de um massagista em campo. Banheiras de gelo e diferentes ataduras, talas e esparadrapos rígidos. 

Prática: Massagem desportiva pré-jogo / pré-atividade para estimular a musculatura do atleta. Talas para imobilizar, faixas elásticas e ataduras usadas em campo. Botas e aplicação de esparadrapos para pé, mão, fascite plantar, joanete, joelho, cotovelo e dedos.


Investimento

R$1200,00 (em até 3x de R$400,00 no cartão, o primeira á vista no dinheiro ou depósito, para garantir a sua vaga no curso)

Data e horário em São Paulo

O curso tem duração de 16 horas. As próximas datas são:

FINAL DE SEMANA: 30 de abril / 01 de maio de 2016 (09:00 às 18:00)

DURANTE A SEMANA: 23/24 de maio de 2016 (08:00 às 17:00)

Curso com professor Márcio
Ex-atleta de futebol, jogou em países como Uruguai, Canadá, Chipre e Áustria. Trabalha com massagem desportiva e prevenção/recuperação de lesões no Clube Atlético Juventus. Aprendeu a massagem desportiva na escola Bergqvist e na Medios Seminare (Alemanha).

Contato

Tel: São Paulo (11) 3062 4586


http://www.cursosmassagem.com.br/curso-de-massagem-desportiva-em-campo.php


Por favor enviar seu telefone por e-mail e nós entraremos em contato.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016


Curso de massagem desportiva - Nível 1 (basico) em SP


Curso de massagem desportiva - Nível 1 (basico)

Requisitos:
Para participar no curso é obrigatório ser da área da saúde (fisioterapia ou educação física) ou já trabalhar como massagista, ou ter feito o nosso curso de massagem sueca. O curso exige um grande conhecimento de anatomia e fisiologia.
Conteúdo do curso de massagem desportiva
Teoria: Lesões comuns no esporte e efeitos medicinais da massagem desportiva. Aprender como funciona o diário de um atleta para poder atender ele/ela o melhor possível. Como combater inchaços e musculatura rígida apos atividade física.
Prática: Trabalhar com o paciente sobre uma maca com técnicas especificas de esporte incluindo massagem desportiva, liberação miofascial e alongamentos terapêuticos para vários tipos de esportes. Massagem desportiva focada em pós-atividade (limpeza muscular).

Investimento
R$1600,00 (em até 4x de R$400,00 no cartão, o primeira á vista no dinheiro ou depósito, para garantir a sua vaga no curso)
Data e horário em São Paulo
O curso tem duração de 32 horas. As próximas datas são:
FINAL DE SEMANA: 02/03 e 09/10 de abril de 2016 (09:00 às 18:00)
Contato
Tel: São Paulo (11) 3062 4586

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

A massagem desportiva e a importância do acompanhamento nutricional para atletas e praticantes de atividades físicas



nutricionista Thaís Neves explica que a dieta e as orientações nutricionais são elaboradas a partir do objetivo do paciente, do tipo de treino que ele executa e do gasto calórico que este treino proporciona.

Ao iniciar a academia, ou outra atividade física, a primeira coisa que os indivíduos pensam é: e o pré e o pós-treino?
Vou comprar whey, ou outro suplemento para “crescer”.
Não existe uma receita de bolo para a dieta nos treinos, ela é específica e deve ser elaborada após uma avaliação detalhada, caso a caso.
Suplementos podem ser consumidos conforme orientação nutricional, a dose a ser consumida é previamente calculada pela nutricionista e distribuída nos horários mais adequados durante o dia do paciente, beneficiando-o.
Para os que desejam hipertrofia, não é necessário sair só comendo frango e batata doce, sem monotonia alimentar!!!
Os resultados surgem com uma dieta equilibrada, constituída por uma variedade de alimentos, e é claro nas quantidades necessárias para o seu objetivo, que pode ser: diminuição do percentual de gordura, aumento de massa muscular, entre tantos outros.
Antes de sair gastando com algum suplemento caro e que talvez nem funcione, faça uma avaliação detalhada, de acordo com as suas necessidades, porque não adianta gastar com suplementos que não funcionam, também não adianta consumir um excesso de suplementos que seu corpo não aproveitará…. O pré-treino começa no início do seu dia e não somente 1 hora antes do seu treino, é necessário comer adequadamente durante todo o dia, porque os suplementos auxiliam no objetivo, mas não produzem nenhum efeito imediato e benéfico se o seu treino e dieta não estiverem de acordo, conclui a nutricionista.

Massagem Desportiva, Treino e Acompanhamento Nutricional

Ao aliar o seu treinamento, a massagem desportiva e ao acompanhamento nutricional , através de profissionais qualificados, você perceberá os resultados de forma mais eficiente e rápida, tanto para atletas profissionais, quanto para os que se utilizam da atividade física para uma ótima saúde e qualidade de vida.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Dicas para o pós -treino sem dor



Que a combinação de exercícios físicos e alimentação adequada é perfeita para estar com o corpo em dia todo mundo já sabe. O que pouca gente sabe é que os cuidados para manter a boa forma vão além da junção desses dois fatores. É preciso tomar alguns cuidados tanto durante o treino quanto no pós-treino e, para isso, separamos algumas dicas  que vão te ajudar nessa tarefa.

Antes de iniciar os exercícios, é necessário tomar cuidado com os aparelhos utilizados nas academias, é o que explica o médico do esporte Rodrigo Freitas: "O suor e o contato direto ou indireto com lesões e secreções de outras pessoas tornam a pele vulnerável a uma série de problemas como pé de atleta, furúnculos, micoses e herpes, além da bactéria Staphylococcus aureus, que pode ser encontrada nesses locais e é muito perigosa pois ela é resistente a vários antibiótico, entre eles a penicilina".

O médico diz que para evitar as micoses algumas precauções devem ser tomadas: "Limpe sempre os aparelhos antes e depois de usar. Ao tomar banho na academia, utilize um sabão antibacteriano e água em todo o corpo. Quanto às roupas, é melhor ter dois sacos, um só para roupas limpas e outro separado para carregar a roupa suja".



A alimentação do pós-treino também é de extrema importância para se alcançar um corpo bonito e saudável, como explica a nutricionista Vanessa Gama, da Clinica Benesse: "O ideal é que a alimentação seja feita até 40 minutos após o término dos exercícios e que seja priorizado alimentos de alto índice glicêmico como banana, tapioca, mel e proteína de rápida absorção como frango, peixe e whey protein".

Além disso, as massagens desportivas são uma ótima forma de aliviar as dores musculares adquiridas durante os exercícios, O objetivo da massagem desportiva é aumentar a circulação sanguínea e ajuda a eliminar as toxinas acumuladas após o exercício físico, resultando em uma recuperação mais eficaz depois de seu treino. A massagem tem atuação direta na área a ser a resolvido o problema na musculatura, tendões ou articulações.

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Massagem Desportiva


A técnica específica de massagem desportiva, tem como finalidade tonificar a musculatura dos membros utilizados pelos atletas e praticantes de atividades física em geral. Também é muito utilizada no momento em que ocorrem câimbras e para eliminar contraturas e contrações musculares.
Entre os principais efeitos da massagem desportiva, destacamos a diminuição dos riscos de lesão (pois remove produtos metabólicos e catabólitos reduzindo a produção de ácido lático, que causa as dores musculares, aumenta o fluxo de nutrientes e a circulação, sem falar no relaxamento muscular proporcionado), melhora a consistência do treinamento, promove cura de lesões, reduz espasmos musculares, promovendo a função muscular normal, aumenta a confiança, aumentando assim a vida útil do atleta.
A massagem realizada na fase de condicionamento tem por objetivo promover rápida recuperação após treinamento intenso, evitar a dor muscular tardia, evitar a fadiga, além do bem estar físico.
Como tratamento, ela estimula a circulação, a quebra de aderências e ainda auxilia na manutenção da flexibilidade.

MASSAGEM (LIBERAÇÃO) MIOFASCIAL - O QUE VOCÊ PRECISA SABER



Video  informativo sobre massagem miofascial!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Uma massagem é sempre bem-vinda!




Uma ótima pedida após um treino com maior intensidade é a massagem desportiva. Ajuda a relaxar, soltar os músculos e previne as lesões. Quando feita semanalmente, os resultados são intensificados, ajudando na recuperação muscular e no melhor desempenho do corredor.
A massagem esportiva deve fazer parte da planilha do atleta, principalmente na preparação para provas longas. Essa técnica é indicada tanto para amadores quanto profissionais e pode ser feita antes e depois de competições ou de treinos mais intensos.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Massagem, exercícios físicos e alimentação balanceada


A caminhada é uma atividade física indicada por cardiologistas para emagrecer e manter a saúde do coração e da mente, diminuindo a ansiedade e estresse.
A massagem é indicada antes e/ou depois de uma caminhada, tornando-se sua aliada primordial.
Muitos médicos e profissionais de saúde já recomendam a massagem para todos os desportistas e como forma preventiva para as pessoas que estão em mudanças de hábitos, adequando-se a uma vida mais saudável, portanto, quando pensar em caminhada e exercícios aeróbicos, pense também na massagem, seja terapêutica, desportiva ou estética.

massagem ALIADA AOS EXERCÍCIOS FÍSICOS

Pratique exercício físico regularmente! O exercício regular aumenta a nossa capacidade de “queimar gorduras” e também melhora a nossa capacidade cardiovascular e resistência física, melhorando a saúde das articulações e dos ossos. A massagem entra como coadjuvante na tonificação muscular, evita a flacidez da pele e também na prevenção de lesões.

Com relação à alimentação, aliada à massagem e aos exercícios, a nutricionista Thaís Neves sugere que:

Para obter qualquer resultado na massagem estética e melhorar a qualidade de vida é necessário aliar  cuidados nutricionais e também exercícios físicos.
Os procedimentos como massagens, drenagem e tantos outros podem auxiliar você a  alcançar os resultados desejados, mas lembre-se: você deve mudar o seu estilo de vida! Mudar o estilo de vida engloba como você vê e se comporta com relação ao seu corpo e o que você faz para realmente alcançar as suas metas.
Evite alimentos inflamatórios, como as gorduras hidrogenadas: biscoitos amanteigados, recheados, margarina, biscoitos salgados e outros.
Fuja das frituras e dos alimentos ultraprocessados, nuggets, bifes à milanesa, bolinhos fritos e outros;
Evite os molhos com maior teor de gorduras, como: de queijos, com creme de leite e os molhos brancos.
Evite o excesso de sódio, que pode prejudicar a oxigenação sanguínea, podendo ocasionar a hipertensão arterial, é claro, associada com outros fatores.
Evite o excesso de açúcares: doces, balas, chicletes, chocolates..
Aumente a ingestão de líquidos: água, chás (de preferência os naturais), sem açúcares e sem adoçantes.
Prefira fazer as preparações assadas, grelhadas e cozidas.
Insira alimentos com potencial anti-inflamatório como: peixes (que são ricos em gorduras boas), nozes, castanhas, amêndoas, etc.
Prefira os alimentos integrais que auxiliam no controle da glicose e que fornece energia gradual ao nosso corpo…
Invista na sua saúde. Mas não se esqueça! Tudo se trata do equilíbrio do corpo e da mente!
Para que todos tenham um projeto de vida! Saúde, Nutrição e Esporte !

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Massagem esportiva diminui o risco de lesões em atletas



Após aquela sessão caprichada de musculação, não há quem resista a uma massagem para relaxar. A técnica deep tissue – desenvolvida para agir nos sistemas muscular, nervoso, cardiovascular, respiratório e na própria pele – é trabalhada na massagem desportiva, sendo um diferencial para os que gostam de malhar. Não são raros os casos em que a massagem também contribui para o aumento dos músculos.
deep tissue pressiona, massageia e estimula o tecido profundo. Esta técnica elimina o ácido láctico, comumente conhecido por provocar dores musculares, produzido durante a prática de atividades físicas. A massagem desportiva pode substituir a realização de outro exercício em menor intensidade. 
Mesmo que a pessoa não seja um atleta, é importante saber que existem quatro tipos de massagens desportivas: pré-evento, pós-treino, restaurativa e de reabilitação. Isso porque o corpo precisa restabelecer suas funções fisiológicas. Ela é responsável por desativar os pontos de gatilho, aumentando a consciência corporal, além de eliminar o incômodo provocado pela dor muscular.
Como funciona - O que diferencia a técnica relaxante da desportiva são as manobras mais rápidas e agitadas que promovem melhor circulação sanguínea. É indicada para combater tensões musculares e a temível dor do dia seguinte, que atinge tanto atletas profissionais como amadores. Iniciada com uma rápida pressão que aumenta à medida que se manipula o músculo, a prática envolve pressão direta e atrito para tratar as tensões crônicas. Além disso, os vários alongamentos utilizados também ajudam o músculo a ganhar uma maior amplitude e na eliminação do ácido lático acumulado depois do exercício físico.

5 vantagens da massagem desportiva
1. Diminui o risco de lesão muscular e tendinosa
2. Aumenta a flexibilidade e melhora os movimentos articulares
3. Evita a fadiga muscular
4. Melhora a consistência do treino
5. Reduz o espasmo muscular

Benefícios da massagem


terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Exagerou na atividade física? Aposte na massagem para se recuperar


Massagem para a recuperação dos músculos é essencial para o relaxamento do corpo.
A prática dos exercícios físicos não deve ser a única preocupação de quem busca uma vida saudável — a recuperação dos músculos após o treino é tão importante quanto. Ela ajuda a diminuir as dores e a fadiga no dia seguinte, além de melhorar o desempenho nos próximos treinos.

Para isso, existem alguns métodos, como a regeneração para o aumento da musculatura e as massagens.

Um exercício de força provoca pequenas lesões no músculo, mas tem de haver limites. Para o músculo se recuperar completamente, ele deve descansar por 48 horas. Por isso, não é recomendável exercitar o mesmo grupo muscular dois dias seguidos.
No entanto, se a recuperação dos músculos não for seguida corretamente, há risco de dores no dia seguinte à atividade física, de lesões, fadiga, perda de flexibilidade e prejuízos ao desempenho nos exercícios. Com isso, a massagem pode ser uma saída.
A massagem ativa a circulação sanguínea no músculo e ajuda o tecido muscular a relaxar. Recorrer a massoterapia até o dia seguinte do treinamento pode ajudar a diminuir as fadigas musculares e a recuperar os danos que os exercícios provocam nos músculos.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

A Massagem Desportiva alivia dores musculares




Massagem Desportiva é recomendada para aqueles que praticam atividades físicas com frequência, fazendo com que ela aja nas dores e lesões musculares. De certa forma, pode-se dizer que a massagem tem como objetivo reabilitar atletas e pessoas que praticam musculação, devido ao esforço físico elevado.
Veja os benefícios da Massagem Desportiva:
– Aumento da quantidade de sangue no local que está sendo massageado;
– Aumento da temperatura do corpo;
– Aumento de atividade cardiovascular;
– Liberar adrenalina;
– Preparar os músculos do corpo para a atividade física (musculação no caso);
– Diminuir os riscos de lesões.

Ao contrário do que muitos pensam, a massagem desportiva não é indicada somente para quando há lesão, e também para preveni-las. Realizada em maca, pode ser feita nos dias de treinamento ou em dias intercalados. Em suma, a massagem prepara a musculatura para diversos tipos de exercícios, tonifica o tecido muscular e estimula a produção de adrenalina.

Segue abaixo o calendários de corrida de rua em 2016


Circuito das Estações
Corrida de Rua


Etapa Outono
  • 06.03 Rio de Janeiro - Aterro do Flamengo / 5 e 10km - 08h00
  • 13.03 São Paulo - Praça Charles Miller 5k - 07h00 10k - 08h00
  • 13.03 Belo Horizonte - Nova Praça da Pampulha / 5k - 08h00 e 10k - 08h30
  • 20.03 Brasília - Esplanada dos Ministérios / 5 e 10km - 08h00
  • 20.03 Salvador - Jardim de Alah / 5 e 10km - 07h30 
  • 03.04 Fortaleza - Aterro da Praia de Iracema / 5 e 10km - 06h30
  • 03.04 Campinas - Praça Arautos da Paz / 5 e 10km - 08h00
  • 10.04 Recife - Forte do Brum / 5 e 10km - 07h30
  • 01.05 Curitiba - Jockey Club do Paraná / 5 e 10km - 08h00
Night Run
Corrida de Rua


1° Etapa
  • 02.04 São Paulo - Sambódromo do Anhembi / 5k - 19h30 10k - 20h30
  • 09.04 Porto Alegre - Anfiteatro Pôr do Sol / 5 e 10km - 19h30
  • 16.04 Rio de Janeiro - Praia da Barra / 5 e 10km - 19h30
  • 07.05 Brasília - Esplanada dos Ministérios / 5 e 10km - 19h30
  • 07.05 Belo Horizonte - Nova Praça da Pampulha / 5 e 10km - 19h30
  • 14.05 Recife - Forte do Brum / 5 e 10km - 19h30
  • 14.05 Salvador - Jardim de Alah / 5 e 10km - 19h30 
  • 21.05 Fortaleza - Centro de Eventos do Ceará / 5 e 10km - 19h30
  • 04.06 Campinas - Praça Arautos da Paz / 5 e 10km - 19h30
  • 11.06 Curitiba - Jockey Club de Curitiba / 5 e 10km - 19h30
  • 25.06 Ribeirão Preto - Av. Luis Eduardo de Toledo Prado / 5 e 10km - 19h30


Bravus Race
Corrida de Obstáculos

Etapa Speed
  • 10.04 Rio de Janeiro - A Definir / 5k+ 15 obstáculos+ a partir das 07h30
  • 01.05 Brasília - Universidade de Brasília / 5k+ 15 obstáculos+ a partir das 06h30
  • 05.06 Belo Horizonte - A Definir / 5k+ 15 obstáculos+ a partir das 06h30
Etapa Fire


  • 15.05 São Paulo -20º GACL – Grupo de Artilharia de Campanha Leve, Estrada de Jandira, KM 29- Barueri/SP / a partir das 08h00

Etapa Arena
  • 26.06 São Paulo - Pacaembu / 3k+ 10 obstáculos+ a partir das 07h00

Etapa Monster
  • 13.08 São José dos Campos/SP - Parque da Cidade Roberto Burle Marx / 10k+ 25 obstáculos+ a partir das 08h00

21k Sudamericano
Maratona
  • 24.04 Buenos Aires/ARG - Palermo / 21km - 07h30
  • 12.06 Meia de Floripa | Florianópolis - Beira Mar Continental / 21km - 07h00
  • 09.10 Meia de Sampa | São Paulo - Jockey Club de SP / 21k - 07h00

Série Delta
Corrida de Rua


Etapa Argentina
  • 03.04 Rio de Janeiro - Largo do Carioca / 5 e 10km - 08h00
  • 05.06 São Paulo - Parque da Independência / 5 e 10km - 07h00

Etapa Colômbia
  • 08.05 Rio de Janeiro - Largo do Carioca / 5 e 10km - 08h00

  • 19.07 São Paulo - Parque da Independência / 5 e 10km - 07h00






Rubens Lancieri
Marketing
11 2714-6161
Ramal: 6159

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

O que são Trigger Points ou pontos gatilho?



Trigger points são nódulos sensíveis e palpáveis que podem produzir dor à distância no músculo. Há dois tipos de trigger points: ativo e latente. Os trigger points ativos causam dores musculares que se transferem para outras partes do corpo mesmo sem serem pressionados. Os latentes só emitem as dores quando pressionados. 


Trigger points são muitas vezes associados com síndromes de dores miofaciais ou fibromialgia. Esses pontos existem em todos os seres humanos e não devem ser confundidos com pontos de acupressura ou acupuntura que são energias bloqueadas. Os trigger points são um fenômeno físico que você pode sentir quando tocar.


Trigger points e Tender points são praticamente a mesma coisa. Este último trata-se de pontos com maior sensibilidade, que apresentam dor localizada, e estão presentes em pacientes com fibromialgia.

É importante ressaltar que os pontos-gatilhos são característicos da síndrome dolorosa miofascial (SDM), enquanto os tender points estão presentes na fibromialgia. A SDM acomete ambos os sexos igualmente e caracteriza-se por trigger points assimétricos e contração local à palpação.

A fibromialgia, por sua vez, apresenta ao menos 11 dos 18 locais pré-determinados com a presença de tender points, é mais comum em mulheres na faixa etária entre 40 e 60 anos de idade, com característica de tender points simétricos e dor difusa.

Terapias com pontos de gatilho são técnicas de terapia manual que envolvem aplicações de pressão no tecido muscular para aliviar dores e disfunções no corpo. Normalmente a terapia com trigger points é feita junto com uma sessão de massagem. A técnica foi desenvolvida pelo médico Janet Travel nos Estados Unidos em 1940.

O que causa os trigger points?

Eles têm várias causas. Entre eles, posturas forçadas, sobrecarga na musculatura, acidentes, estresse, frio, calor ou falta de nutrientes.

Vários destes pontos dão dores de cabeça, dores no pescoço e lombar, nervo ciático, etc. Na massagem, o terapeuta pressiona o ponto ou cadeia de pontos de gatilho para aliviar as dores e reeducar o corpo para se livrar das dores. Se o terapeuta acerta o ponto o alivio é imediato.

Fisiopatologia (o que causa o) trigger point

A principal etiologia são microtraumas repetitivos. Duas teorias foram propostas para determinar a etiologia do T.P. Uma fala sobre o aumento do cálcio que promoveria e perpetuaria contrações involuntárias. A outra fala sobre a ação das catecolaminas.

O grande problema do ponto de gatilho é que, além de restringir o movimento ele promove uma diminuição da circulação sanguínea local, consequentemente menos aporte de oxigênio chega ao local, mais ácido láctico é produzido, consequentemente ocorre uma retroalimentação da contração e inflamação local e consequentemente restrição de movimento.

Uma pergunta frequente que fazem é: já que ocorre uma contração muscular intensa, então porque os medicamentos relaxantes musculares não resolvem o problema?
Uma boa resposta é que a medicação deveria ser forte o suficiente para parar todas as contrações involuntárias dos músculos. Consequentemente o coração não suportaria.
Então se executa pressão digital no trigger point (em média 4 kg) para descomprimir a musculatura e interromper o ciclo de dor.

(Fonte: Página Fisionerds)

"Estamos sós e sem desculpas".



Corra para o que te faz bem, desvie e salte do que lhe desagrada, mas seja sincero e PARE DE MENTIR PARA SI MESMO – Você pode mentir para qualquer outra pessoa no mundo, mas você não consegue mentir para si mesmo. Nossas vidas melhoram apenas quando arriscamos encarar as oportunidades, e a primeira e mais difícil oportunidade que podemos encarar, é sermos honestos com nós mesmos.
Quem mente para si mesmo, está a procura de um motivo para permanecer no erro sem se arrepender, o que não irá acontecer, pois irá necessitar de uma mentira atrás da outra para enganar a consciência, e outra , outra e outra, e nos aprisionamos a elas, deixamos de ser livres, logo, de sermos felizes, uma vez que as mentiras não acabam, e o pior, é que no final, quando olhar realmente para tudo aquilo e descobrir a grande mentira em que se tornou, se sentirá muito, mas muito só... Como diria Sartre: "Estamos sós e sem desculpas". E sem desculpas para sermos felizes, ou não, somos mas exatamente o que buscamos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts with Thumbnails