Páginas

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

O que comer antes, durante e depois da corrida?


Confira os alimentos certos para melhorar seu desempenho na corrida.

Há uma grande discussão entre os especialistas sobre quais alimentos devem ser ingeridos antes da corrida. Uma ideia é clara, não há vantagens em correr com o estômago vazio ou estômago muito cheio.
Antes de mais nada, é preciso ficar claro: “NUNCA INVENTE NADA NOVO NO DIA DA PROVA”. Isso é muito comum, já que muitas provas são realizadas em outras cidades e o atleta tem que viajar, se alojar em hotéis ou casa de parentes e tem sua rotina alterada. Portanto, se você está treinando a 6 meses e sempre come 2 bananas antes da corrida e nunca teve problemas com isso, na hora da prova, não invente!
Com o estômago muito cheio, ou seja, realizar refeições pesadas antes da corrida pode causar indigestão. Já com o estômago vazio, pode faltar energia para sua corrida.
Alimentos para comer antes da corrida
Carboidratos complexos. Principalmente em corridas ou treinamentos de longa distância, comer bastante carboidrato é interessante. O carboidrato é a primeira fonte de energia que o corpo vai utilizar durante a corrida. A transformação de carboidrato em energia é um processo muito simples no corpo e fornece grande quantidade de energia. Para uma atividade moderada, recomenda-se a ingestão de 200 a 300 gramas, no mínimo 1 hora antes da atividade.
Alguns carboidratos complexos:
» aveia, trigo, pães integrais;
» espaguete, macarrão, massas em geral;
» frutas, vegetais e legumes: maçã, pera, espinafre, uva, alface, damasco, ameixa, morango, laranja, quiabo, repolho, cenoura
Alimentos para NÃO comer antes da corrida
A principal causa de desistência em provas é a má alimentação antes da prova. O pensamento é um só: “Bom, amanhã tenho a corrida da minha vida. Treinei 8 meses para essa prova, então preciso de um super-alimento para render melhor na prova.” Evite surpresas durante a prova.Alimentos com muito açúcar processado devem ser evitados.
Alimentos com alto teor de gordura. A gordura é uma ótima fonte de energia para o corpo. Após o fim do estoque de carboidratos, o corpo começa utilizar gordura como fonte de energia. Porém, esse processo de “quebra” da gordura é bastante complexo e não imediato. Por esse motivo, alguns especialistas defendem que exercícios de baixa intensidade e longa duração são indicados para perder peso.
Alimentos “PROIBIDOS” durante a corrida
Bebidas como energéticos devem ser evitadas. Essas bebidas possuem muita cafeína que é extremamente diurética, fazendo o corpo eliminar líquidos preciosos.
Bebidas alcoólicas também intensificam a perda de líquidos durante a corrida. Além disso, o álcool diminui os reflexos do corpo.
Alimentos especiais para comer antes, durante e depois a corrida
Existem alguns suplementos específicos para consumo durante o esforço físico.
Gel energetico – são basicamente carboidratos na forma de gel. A maioria combina carboidratos simples, como a frutose, e carboidratos complexos, como a maltodextrina. Alguns produtos mais modernos contêm proteínas e aminoácidos para intensificar a recuperação muscular após o esforço físico. Cada embalagem individual possui de 100 a 200 calorias e cerca de 25 a 35 miligramas de cafeína.
A maioria desses suplementos são feitos com sabor muito doce. Muitas pessoas não conseguem consumi-los durante a corrida. Portanto, experimente vários sabores e tipos durante seus treinamentos e só leve para o dia da prova o que você gostar.
atletx.com.br

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Alimentos recomendados por corredores e médicos


Confira alguns alimentos indicados por especialistas de nutrição e atletas profissionais


Existem alguns alimentos que são consumidos por corredores e recomendados por nutricionistas. Cada um desses alimentos possui propriedades particulares que ajudam o funcionamento do nosso organismo.
Confira abaixo esses alimentos:
- Ovo: uma unidade tem cerca de 10% de proteína e 30% de vitamina K necessária ao corpo em um dia.
- Laranja, acerola: ricos em vitamina C e hidratam o corpo.
- Banana: é considerado por muitos um super alimento. Rica em potássio, a banana ajuda a prevenir cãibras.
- Frutas em geral: as frutas são ricas em vitaminas e nutrientes.
- Salmão e peru: ambos são fontes de proteína e o salmão contém grande quantidade de ômega 3.
- Folhas verdes: ricas em fibras e nutrientes. Fonte de antioxidantes.
- Nozes: rica em ômega 3.
- Amêndoas: fonte de vitamina E.

Por Atletx.com

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Aprenda como complementar o treino de corrida com musculação


Para que a musculação seja benéfica, é preciso saber direcionar o trabalho de acordo com o treinamento e necessidades do corredor 
A musculação como complemento deve focar principalmente os grupos musculares mais utilizados na corrida, que são os que compõem os membros inferiores e a região do core 
O treino, porém, não deve deixar de contemplar os membros superiores, como os braços e os ombros, que atuam como coadjuvantes no movimento esportivo, auxiliando no deslocamento do corredor
Outro ponto importante é definir o trabalho de musculação de acordo com o período de treinamento em que o corredor se encontra - base, fortalecimento ou velocidade
Também é importante que o trabalho seja direcionado e acompanhado por um profissional para que o atleta não exagere na musculação, pois o excesso de massa pode prejudicar o desempenho na corrida.

NERVO CIÁTICO

O nervo ciático é um nervo que vai desde a coluna lombar até os pés, passando pela parte posterior das coxas. Ele permite o movimento dos músculos das pernas e é responsável pelas sensações. A chamada ciática, ou dor ciática, é a dor causada pela inflamação do nervo ciático, ou pela pressão da coluna sobre o nervo. Às vezes o funcionamento do nervo pode ser afetado, o que provoca fraqueza na perna ou sensação de formigamento. 

A ciática pode aparecer junto com a dor nas costas ou não, e a dor pode se refletir para as pernas. Recomendações e tratamentos: Existem atualmente diversas formas de tratamento dentre elas: Quiropraxia – Ajustando vértebras pode-se melhorar tal condição. Ortopedia- Remédios e repouso são prescritos para os pacientes, Fisioterapia- Diversas modalidades da fisioterapia podem ser recrutadas para auxiliar na crise de ciática. Massoterapia – Em terapia por massagem já existe diversos protocolos que auxiliam e muito no tratamento de dores lombares e crise de ciatalgia. Protocolos utilizando técnicas da massagem Sueca assim como das manobras da massagem Terapêutica auxiliam na melhoria do cliente.


A dor ciática é provocada pela compressão, inflamação ou irritação de uma ou mais raízes nervosas que nascem na medula espinhal e Vão formar o nervo ciático (ou isquiático), que começa na quarta e quinta vértebra da coluna lombar. Muitas vezes é decorrente da alteração postural.Atualmente existem diversos recursos e terapias no Brasil, dentre elas: RPG, Pilates, Alongamento Terapêutico,Yogalates .Seja qual for sua forma de tratamento ,complemente com Terapia por massagem seu corpo agradecerá. Procure profissional habilitado.


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Lesionada, Mari conta com massagem da amiga Paula:


Companheira de Fenerbahçe visita ponteira, que rompeu ligamentos do joelho


Mari viu sua temporada chegar ao fim no último domingo. Ao romper os ligamentos cruzado e anterior do joelho esquerdo, a ponteira do Fenerbahçe disse adeus ao restante do campeonato turco. Em recuperação, no entanto, a jogadora ganhou o apoio de uma amiga. Companheira de clube, Paula Pequeno deu uma de fisioterapeuta e ajudou a atleta, que precisará passar por cirurgia, com uma massagem na perna.
- Muito feliz por ter ela comigo – disse Mari, em seu Twitter.
A lesão ocorreu ainda no primeiro set do jogo em que o Fenerbahçe foi derrotado por 3 sets a 0 (25/14, 25/22 e 25/21) pelo Eczacibasi. A cena logo foi comparada a outra lesão de Mari, durante o  Grand Prix de 2010, quando a jogadora também rompeu o ligamento cruzado, só que do joelho direito. Apesar do diagnóstico, Mari ainda não sabe quando será operada. Existe a possibilidade inclusive de a ponteira passar pelo procedimento no Brasil.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Alimentos e nutrientes que ajudam a combater a inflamação



O que é a inflamação?
A inflamação é uma resposta do organismo a uma irritação, infecção ou lesão e, normalmente, caracteriza-se por vermelhidão, sensação de calor, inchaço, dor e, por vezes, perda de função da zona afetada. A inflamação caracteriza a componente dolorosa da artrite, impulsiona o envelhecimento precoce e é precursora de doenças crônicas como o Alzheimer, o cancro, a diabetes e as doenças cardiovasculares.

O papel da alimentação no tratamento da inflamação
Habitualmente usam-se substâncias anti-inflamatórias como forma inicial de tratar a inflamação e reduzir efeitos como a dor. Contudo, estudos recentes sugerem que a alimentação tem um papel primordial na prevenção da inflamação e até a capacidade de reverter determinadas situações.
Por outro lado, muitos alimentos também podem ser responsáveis por inflamações que tendem a persistir, inibindo a capacidade natural do organismo de usar os seus próprios componentes anti-inflamatórios. Com o passar do tempo, os órgãos e os tecidos inflamados revelam acumulação de toxinas e falta de nutrientes e, como consequência, surgem problemas de saúde.
Alimentos com propriedades anti-inflamatórias podem ajudar a diminuir o risco de problemas de saúde como a artrite, diabetes ou doenças cardiovasculares que têm origem em inflamações crônicas  Assim, o objectivo é consumir alimentos que previnam as inflamações e evitar aqueles que as promovam.



A influência do estilo de vida nas inflamações
A inflamação crônica envolve diversos factores, entre os quais se destacam a alimentação e o estilo de vida modernos, caracterizados por uma dieta à base de alimentos refinados e processados, cafeína, açúcar, gorduras trans e aditivos.
Este tipo de dieta é praticamente desprovido de ácidos gordos essenciais ômega 3 (que s encontram essencialmente em peixes gordos), nutrientes cruciais no controlo da inflamação. Um estilo de vida sedentário, sem exercício físico, em locais poluídos, o tabaco e o stress também aumentam o risco de inflamação crónica.
Nutrientes que combatem a inflamação

vitamina C presente nos frutos e nos vegetais ajuda a diminuir a inflamação crônica ao eliminar os radicais livres envolvidos no processo inflamatório.
vitamina E existente nos frutos secos, sementes e óleos destes, é outro anti-inflamatório importante pois anula as reacções dos radicais livres ao mesmo tempo que bloqueia a produção de substâncias pro-inflamatórias.

Os ácidos gordos ômega-3 – obtidos na sua grande maioria através dos peixes gordos mas que também se encontram nas nozes e sementes de linho – podem encorajar  a produção de prostaglandinas, substâncias que ajudam a controlar a inflamação nas articulações, corrente sanguínea e outros tecidos. Também importante é a sua acção de bloqueio dos efeitos inflamatórias dos ácidos gordos ômega 6, que atualmente são ingeridos em excesso (óleos alimentares como o óleo de milho, girassol, amendoim ou soja).

Os carotenóides, entre os quais se salienta o betacaroteno que se encontra em vegetais e frutos de cor vermelha, amarela, laranja e verde, ajudam a regular a produção de substâncias inflamatórias. Níveis baixos destes estão relacionados com níveis elevados de substâncias inflamatórias, sobretudo em pessoas com excesso de peso. Isto pode ajudar a explicar a relação entre o excesso de peso e as doenças inflamatórias crônicas como a diabetes, as doenças cardiovasculares, cancro e artrite.
Os flavonóides (pigmentos presentes em praticamente todos os legumes e frutos) ajudam a bloquear as reações enzimáticas que promovem a inflamação.
Os probiótico(bactérias benéficas que habitam naturalmente o intestino) desempenham um papel crucial no controlo da inflamação ao evitarem a acumulação de bactérias nocivas.
bromelaína é uma enzima que tem a capacidade de aumentar a produção de prostaglandinas anti-inflamatórias. Quando há traumatismos, contusões que provocam lesões de estruturas  celulares e outros tipos de inflamações, o uso de determinados tipos de enzimas proteolíticas tem-se verificado benéfico na redução da dor e tumefação.


Dicas para tratar ou reduzir a inflamação

1) Elimine as gorduras “más”. Mantenha-se afastado das gorduras saturadas presentes nos alimentos de origem animal, das gorduras trans que se encontram em alimentos processados como bolos e bolachas, massas folhadas e alguns óleos e gorduras vegetais hidrogenados.
2) Aumente o consumo de gorduras “boas”. Dê preferência aos ácidos gordos monisaturados como os que se encontram no azeite, e aos polisaturados ômega 3, presentes em alimentos como peixes gordos, óleos de peixe, nozes e óleo de noz, sementes de linho e o seu óleo, sementes de cânhamo e o seu óleo, em detrimento dos ômega-6.
3) Elimine os hidratos de carbono refinados. Risque da sua dieta bolos, guloseimas e tudo o que seja feito a partir de farinha refinada e açúcar refinado. Estes elevam os níveis de insulina e de glucose, o que aumenta a produção de substâncias pro inflamatórias. Opte pelos cereais integrais.
4) Dê cor ao seu prato. Varie o mais possível na cor dos frutos e legumes para maximizar a ingestão de substâncias anti-inflamatórias. Alguns exemplos: mirtilos, groselhas, cenouras, abóbora, vegetais de folha escura, etc.
5) Aposte nos condimentos. Os condimentos e temperos também possuem propriedades anti-inflamatórias reconhecidas. Use e abuse de cebola, alho, gengibre, açafrão-da-índia, pimenta-de-caiena, etc.

Lombociatalgia


A lombociatalgia consiste no estreitamento do canal vertebral da região lombar e é de difícil diagnóstico, uma vez que apresenta sintomatologia semelhante à de outras patologias, como hérnia de disco, síndrome do piriforme e artrose discal.
A dor popularmente conhecida como “dor no ciático” é decorrente de uma compressão nervosa na região lombar (L3, L4, L5 e S1), habitualmente resultante de uma hérnia de disco.

A hérnia de disco mais comum é a ocorrida entre as vértebras L5 e S1, sendo, por sua vez, a responsável pela maioria das lombociatalgias. Existem outros fatores que também são capazes de levar à compressão radicular, como, por exemplo, tumores, processos inflamatórios, osteófitos (mais conhecido como “bico-de-papagaio”), entre outros. A articulação sacro-lombar (L5 e S1) corresponde ao ponto de equilíbrio do corpo humano, sendo assim, problemas assimétricos no quadril comumente resultam em problemas por toda a extensão do corpo.

O que caracteriza a lombociatalgia é a irradiação da dor para as nádegas e face posterior da coxa, podendo alcançar até o pé. A intensidade da dor varia desde um pequeno desconforto até uma dor intensa, sendo que a movimentação da coluna exacerba o quadro doloroso. Na maior parte dos casos observa-se transtorno funcional, impossibilitando que o paciente realize suas atividades rotineiras, como trabalhar, recostar ou deitar. Em algumas situações, pode haver total bloqueio funcional, com o paciente permanecendo rigidamente em uma única posição.

A dor pode ser do tipo aguda ou crônica. No primeiro caso ela surge durante a realização de um determinado movimento, como, por exemplo, levantar um peso, enquanto que no segundo caso, vai surgindo gradualmente. Outra característica comum desta patologia é a rigidez matinal, melhorando ao passo que o indivíduo se movimenta. Até movimentos mínimos, como espirrar e tossir gera dor.

Dentre outras manifestações clínicas estão:

Parestesia da região ou do membro ou membros inferiores e pé;
Intensificação da dor à palpação;
Hipertrofia e hipertonia.
O diagnóstico é feito por meio do exame físico, com o quadro clínico apresentado pelo paciente, juntamente com radiografia, a qual evidencia diversos problemas relacionados ao surgimento da lombociatalgia, como:

Escoliose;
Diferença de comprimento entre os membros;
Alterações sacro-ilíacas;
Hiperlordose lombar;
Espondilólise;
Estreitamento do espaço entre as vértebras L5 e S1;
Sacro horizontalizado.
O tratamento pode ser do tipo conservador, que engloba o repouso e o uso de medicamentos, ou o tratamento cirúrgico. O repouso é altamente eficaz nos casos de lombociatalgias; contudo, ele não pode ser longo, pois o repouso em excesso pode causar efeitos negativos sobre o aparelho locomotor. No momento em que o paciente já consiga realizar suas atividades rotineiras, o tempo de repouso deve ser reduzido, estimulando o mesmo a retornar às suas atividades rapidamente.

Após afasta a causa específica da lombociatalgia, o tratamento deve visar controlar a dor, para que o paciente alcance a recuperação funcional o mais depressa possível.

O tratamento de eleição das lombociatalgias é sempre o conservador. Todavia, quando a resposta a este não é satisfatória, podem ser realizados alguns procedimentos invasivos, como infiltrações nas discopatias, tratamento cirúrgico de hérnia discal em casos de déficit neurológico grave agudo, dentre outros procedimentos cirúrgicos.
fonte: http://www.infoescola.com/doencas/lombociatalgia/
A lombociatalgia consiste no estreitamento do canal vertebral da região lombar e é de difícil diagnóstico, uma vez que apresenta sintomatologia semelhante à de outras patologias, como hérnia de disco, síndrome do piriforme e artrose discal.
A dor popularmente conhecida como “dor no ciático” é decorrente de uma compressão nervosa na região lombar (L3, L4, L5 e S1), habitualmente resultante de uma hérnia de disco.

A hérnia de disco mais comum é a ocorrida entre as vértebras L5 e S1, sendo, por sua vez, a responsável pela maioria das lombociatalgias. Existem outros fatores que também são capazes de levar à compressão radicular, como, por exemplo, tumores, processos inflamatórios, osteófitos (mais conhecido como “bico-de-papagaio”), entre outros. A articulação sacro-lombar (L5 e S1) corresponde ao ponto de equilíbrio do corpo humano, sendo assim, problemas assimétricos no quadril comumente resultam em problemas por toda a extensão do corpo.

O que caracteriza a lombociatalgia é a irradiação da dor para as nádegas e face posterior da coxa, podendo alcançar até o pé. A intensidade da dor varia desde um pequeno desconforto até uma dor intensa, sendo que a movimentação da coluna exacerba o quadro doloroso. Na maior parte dos casos observa-se transtorno funcional, impossibilitando que o paciente realize suas atividades rotineiras, como trabalhar, recostar ou deitar. Em algumas situações, pode haver total bloqueio funcional, com o paciente permanecendo rigidamente em uma única posição.

A dor pode ser do tipo aguda ou crônica. No primeiro caso ela surge durante a realização de um determinado movimento, como, por exemplo, levantar um peso, enquanto que no segundo caso, vai surgindo gradualmente. Outra característica comum desta patologia é a rigidez matinal, melhorando ao passo que o indivíduo se movimenta. Até movimentos mínimos, como espirrar e tossir gera dor.

Dentre outras manifestações clínicas estão:

Parestesia da região ou do membro ou membros inferiores e pé;
Intensificação da dor à palpação;
Hipertrofia e hipertonia.
O diagnóstico é feito por meio do exame físico, com o quadro clínico apresentado pelo paciente, juntamente com radiografia, a qual evidencia diversos problemas relacionados ao surgimento da lombociatalgia, como:

Escoliose;
Diferença de comprimento entre os membros;
Alterações sacro-ilíacas;
Hiperlordose lombar;
Espondilólise;
Estreitamento do espaço entre as vértebras L5 e S1;
Sacro horizontalizado.
O tratamento pode ser do tipo conservador, que engloba o repouso e o uso de medicamentos, ou o tratamento cirúrgico. O repouso é altamente eficaz nos casos de lombociatalgias; contudo, ele não pode ser longo, pois o repouso em excesso pode causar efeitos negativos sobre o aparelho locomotor. No momento em que o paciente já consiga realizar suas atividades rotineiras, o tempo de repouso deve ser reduzido, estimulando o mesmo a retornar às suas atividades rapidamente.

Após afasta a causa específica da lombociatalgia, o tratamento deve visar controlar a dor, para que o paciente alcance a recuperação funcional o mais depressa possível.

O tratamento de eleição das lombociatalgias é sempre o conservador. Todavia, quando a resposta a este não é satisfatória, podem ser realizados alguns procedimentos invasivos, como infiltrações nas discopatias, tratamento cirúrgico de hérnia discal em casos de déficit neurológico grave agudo, dentre outros procedimentos cirúrgicos.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Massagem desportiva dá força às passadas dos atletas


Quando realizado de forma correta, procedimento pode evitar lesões e ajudar na performance
Muitos corredores pensam que só vale fazer massagem após uma prova para relaxar, mas estão enganados. A rotina de massagem desportiva pré-prova é capaz de evitar lesões e ajudar na performance. A prática pode ser realizada uma vez na semana, a cada 15 dias ou em momentos pontuais. Contudo, a última sessão deve acontecer até 48 horas antes da competição.
A massagem desportiva ajuda a minimizar o desgaste muscular, reduzir os espasmos musculares e a potencializar a flexibilidade e a amplitude dos movimentos. “A última sessão tem de ser feita no máximo 48 horas antes da prova, justamente porque a técnica deixa a musculatura solta e relaxada”, comentou a fisioterapeuta Luciana Mendes Vinagre, da Essencial Clinic Campinas (ECC). A sessão de massagem dura de 45 minutos a 1 hora e deve ser realizada por um profissional habilitado, como fisioterapeuta ou técnico em massoterapia.

“Tem uma pressão específica no sentido da fibra muscular, velocidade adequada nos movimentos e, portanto, é uma técnica que exige um profissional habilitado. A massagem desportiva muitas vezes pode não ser prazerosa por ter como objetivo soltar a musculatura. Contudo, os corredores saem da sessão relaxados e dizendo que estão com a musculatura pronta para encarar a prova ou o treino”, comentou Luciana. O valor das sessões de massagem desportiva varia de R$ 60 a 80.

MASSAGEM RÁPIDA
Em várias provas há tendas de massagem e muitas oferecem uma sessão antes da largada. Neste caso, em dia de competição, o profissional faz apenas a ativação da fibra muscular. Além disso, o trabalho não pode ultrapassar 15 minutos e deve acontecer até 30 minutos antes da largada. Nem a massagem rápida antes da largada e nem a sessão completa de massagem desportiva, que pode integrar a rotina de preparação, substituem o alongamento.

Como faltam 10 dias para a 17ª Corrida da Lua, que acontece dia 2, às 20h, em Campinas, os atletas ainda podem usufruir dos benefícios da massagem desportiva. As inscrições para a mais tradicional prova noturna do Interior, que nesta edição tem o patrocínio da Seller, GVT, PUC e Medley e realização do Correio Popular e Proworld, podem ser feitas pelo siteativo.com ou nos postos fixos em Campinas (Lojas Seller). O prazo termina no sábado (23/02).

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Os benefícios da massagem esportiva





Os benefícios da massagem esportiva


Os benefícios da massagem desportiva são muitos, especialmente para os atletas profissionais. Cada esporte utiliza um músculo específico como sua prioridade. O terapeuta precisa saber os detalhes sobre os vários músculos, o seu funcionamento e o estresse e tensão associada com cada esporte. A técnica de massagem mais comumente utilizada em atletas é a massagem sueca.
Uma série de benefícios fisiológicos e psicológicos são derivados de massagem desportiva. Os benefícios ao atleta de esportes com massagem terapêutica incluem a redução do tempo de recuperação entre os treinos. Ela aumenta a flexibilidade dos músculos e melhora a amplitude de movimento dos músculos, ajudando no desempenho e potência. 
O subprodutos metabólicos do exercício são facilmente eliminados por massagem desportiva. A circulação é aumentada, aumentando assim o fornecimento de oxigênio e nutrientes para as várias partes do corpo. O risco de lesões durante a preparação e o alongamento é reduzido. A redução do estresse é amplamente vista no decorrer dos treinos. Coceira, dor, tensão e depressão são reduzidos também pela massagem.

Massagem pode ajudar na recuperação de lesões

A recuperação de lesões ou qualquer forma de exercício é acelerada com uma massagem. Existe uma redução no aparecimento da dor muscular. Nenhum demérito negativo é vistos. Os acidentes musculares cerebrais envolvidos nesta massagem são enviados direto para o coração, aumentando assim o fluxo linfático e venoso. Nenhum dano a qualquer dos vasos sanguíneos é visto no decorrer de um tratamento com massagem.
Desequilíbrios nos músculos são reduzidos com uma massagem. Massagem desportiva beneficia um indivíduo, protegendo de lesões e feridas. Também diminui a rigidez dos músculos e tensão. Espasmos musculares, formação de tecido cicatricial e afecções músculo-esqueléticas são diminuídos. 
A massagem desportiva ajuda na respiração profunda. Os benefícios psicológicos incluem o aumento da conexão mente-corpo. Alerta mental é melhorada e a elasticidade dos tecidos é aumentada. Sinais de estresse são devidamente reconhecidos e gerenciados. 
O estresse muscular associada com o trabalho excessivo é reduzido também com a prática de uma massagem constante. Indivíduos com osteoporose, cãncer, bursite, flebite, inflamação, melanoma, hemofilia, contusões, aneurisma, hérnia, hipertensão e outras complicações requerem atenção médica antes de uma massagem desportiva.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Massagem sueca


O termo “massagem sueca” refere-se a uma variedade de técnicas criadas especificamente para relaxar os músculos aplicando uma pressão na musculatura superficial e profunda e nos ossos.
      
O principal objetivo é aumentar o fluxo de oxigênio no sangue e a liberação de toxinas dos músculos.
     
 A massagem sueca encurta o tempo de recuperação da tensão muscular, através da retirada de ácido lático, ácido úrico e outros resíduos metabólicos.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Dor nas costa,qual o melhor tratamento para o meu caso


Quando falamos em dor nas costas, com a variedade de profissionais que existem, surge a dúvida: qual o melhor tratamento para o meu caso? Se o problema é postural, pensa-se logo que será necessário fazer sessões de RPG. Se a origem do problema são os joelhos, por exemplo, ligamos à fisioterapia. E o Pilates, além de ser uma atividade física, também cura as dores? Como é o tratamento da quiropraxia?
São muitas as dúvidas que surgem na hora de buscar ajuda profissional para cuidar da saúde da coluna. Para ajudar a diferenciar algumas profissões mais conhecidas,a quiropraxista Bia Pimentel, da clínica QuiroVida, explica os princípios básicos de cada uma:
A quiropraxia diagnostica, trata e previne alterações dos sistemas esquelético, muscular e neurológico e os efeitos dessas alterações na saúde em geral. O trabalho do quiropraxista é realizar ajustes manuais no paciente e tratar não só os sintomas, mas também a origem da enfermidade. “O principal diferencial da quiropraxia é que ela utiliza o potencial do próprio corpo de se recuperar e não procura somente onde está localizada a dor, mas sim o que a está causando“, diz Bia.
O pilates trabalha o fortalecimento e alongamento, além de melhorar a postura. A maioria das pessoas que praticam busca as aulas por vontade própria, mas algumas vão por indicação de médicos, que recomendam a prática combinada a outro tratamento. Grande parte dos exercícios é feito com aparelhos específicos. “O pilates é diferente dos outros métodos porque trabalha também a definição muscular e utiliza o peso do próprio corpo na execução“, explica a quiropraxista.
Na massagem, o profissional aplica força e vibração sobre diversos tecidos do corpo, como músculos, tendões, ligamentos e articulações. O objetivo da técnica é, principalmente, estimular a circulação e aliviar dores corporais causadas por traumas físicos e estresse. A massagem valoriza a respiração e aumenta a consciência corporal, propiciando equilíbrio mental e emocional.
A fisioterapia visa os movimentos do corpo e atua em diferentes casos, buscando resultados específicos de acordo com o tipo e grau da enfermidade. É indicado para pacientes que precisam recuperar movimentos e tratar dores localizadas. O diferencial da fisioterapia é que ela foca na estrutura mecânica do corpo e utiliza atividades físicas leves ou moderadas no tratamento.
A Reeducação Postural Global (RPG), como o próprio nome diz, procura melhorar a postura, reeducando-a. O tratamento engloba todas as articulações e a musculatura e trata o indivíduo, não a doença. As sessões consistem em alongamentos feitos em maca e outros aparelhos “O RPG corrige desvios posturais através de exercícios que mantêm a postura imóvel por um determinado tempo. Os resultados dependem muito do paciente, que deve aplicar as correções posturais também no dia a dia“, completa Bia.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Tui Na: a massagem chinesa com efeito relaxante e terapêutico


     
Eliminação de toxinas e benefícios para a musculatura e o emocional fazem parte dessa terapia, como explica biomédica Naiara Valim
A Tui Na é uma massagem de origem chinesa que possui efeitos relaxantes e terapêuticos.
Essa massagem é baseada nos fundamentos da Medicina Tradicional Chinesa, em que o indivíduo é avaliado e tratado como um todo.
A massagem pode ser feita com óleos, pós ou cremes. Pode-se utilizar substâncias medicinais através desses meios para potencializar o efeito terapêutico ou relaxante da massagem.
Nesse tipo de massagem são realizadas manobras que podem ser mais Yin ou mais Yang, dependendo do caso a ser tratado. Cada manobra pode ser modificada em termos de intensidade e velocidade, de acordo com cada caso. Por exemplo, uma manobra realizada com mais vigor é mais Yang e uma manobra feita mais lentamente é mais Yin. Dizemos que é mais Yin ou mais Yang, pois nada é totalmente Yin ou Yang; sempre vai haver um pouco de Yin dentro do Yang e vice-versa. Cabe ao profissional avaliar o paciente e determinar se são necessárias manobras mais Yin ou mais Yang, de acordo com suas necessidades.
Durante as manobras os meridianos e pontos de Acupuntura são estimulados, ajudando a equilibrar o organismo. As manobras desobstruem os meridianos, contribuindo para melhorar a circulação de energia, melhorando a saúde geral do indivíduo.
Existem manobras de Tui Na para o corpo todo (braços, pernas, mãos, pés, costas, abdome, pescoço, cabeça). Pode ser realizada a massagem completa nos casos de relaxamento e em casos onde se pretende o efeito terapêutico (para dores, por exemplo), focamos na área específica a ser tratada. A duração da sessão completa (no corpo todo) é uma hora e meia e a sessão específica (geralmente em uma ou duas áreas do corpo) dura em torno de 30 minutos.
Quando aplicada regularmente, essa massagem é capaz de estimular as defesas do organismo, impedindo que as doenças se instalem no indivíduo
A Tui Na pode ser aplicada em crianças de todas as idades, auxiliando no desenvolvimento, fortalecendo os sistemas autoimune, neuromuscular e esquelético. Pode ser usada também para acalmar crianças muito agitadas e ansiosas. Neste caso, as manobras são adaptadas especificamente para as crianças.
Alguns benefícios da Tui Na:
Facilita a eliminação de toxinas por ativar a circulação sanguínea e linfática - A massagem melhora a oxigenação dos tecidos e estimula a circulação sanguínea e linfática, facilitando a eliminação das toxinas; estimula e tonifica a pele, o que a torna mais bonita.
Beneficia a musculatura - As técnicas são ótimas para aliviar dores musculares, que acontecem por falta de exercícios ou por excesso de estresse.
Benefícios sobre as emoções - A Tui Na age no equilíbrio das emoções, gerando uma sensação de bem-estar.
A Tui Na trata dores nas articulações, em toda a coluna vertebral e nos músculos, propicia equilíbrio emocional, além de tratar diversos problemas fisiológicos, como por exemplo, cólicas, TPM, estresse, depressão, ansiedade e problemas digestivos.
Essa massagem pode ainda ser associada a outras técnicas da Medicina Tradicional Chinesa como a Acupuntura e a Aurículoterapia. Alguns estudos mostram que quando a Tui Na é acrescentada ao tratamento de determinadas doenças há um aumento na sua eficácia, melhorando a performance do indivíduo na busca para sua homeostase (equilíbrio) e cura.
A Tui Na não deve ser aplicada em pessoas com problemas cardíacos, câncer (principalmente nos vasos linfáticos e na pele) e osteoporose. Não se deve aplicar a massagem em feridas ou na pele inflamada (casos como psoríase, eczema). Nas grávidas a massagem não deve ser aplicada no abdome e na parte inferior das costas.
Procure sempre um profissional qualificado e desfrute dos benefícios da Tui Na!
Naiara Cristina Pimentel Valim, Biomédica (Universidade Severino Sombra, Vassouras – RJ), especialista em Acupuntura (Incisa-IMAM, Volta Redonda – RJ). Atendo em consultório particular em Barra do Piraí (RJ) com Acupuntura, Acupuntura Estética, Aurículoterapia e Tui Na (massagem chinesa).

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Os dez mandamentos de Nuno Cobra, preparador físico de Ayrton Senna


Os dez mandamentos de Nuno Cobra, preparador físico de Ayrton Senna :

1) Durma pelo menos oito horas e tente acordar sem despertador. Ele é uma agressão ao organismo.
2) Alimente-se em pequenas quantidades a cada três horas.
3) Cheire a comida, pegue as folhas com as mãos e mastigue o mais devagar possível.
4) Exerça alguma atividade física pelo menos três vezes por semana. Uma hora de caminhada pode ser praticada por qualquer pessoa, em qualquer lugar, e é suficiente para obter os benefícios do esporte.
5) Evite ficar nervoso. Em situações de stress, experimente bocejar e espreguiçar.
6) Dedique pelo menos 15 minutos do dia à meditação. Escolha um local silencioso, sente-se numa posição confortável e esqueça da vida.
7) Tome ao menos dois banhos frios por dia. Esse hábito é energizante.
8) Nenhum tratamento irá funcionar se você não abandonar seus vícios, a começar pelo cigarro.
9) Quando fizer exercícios físicos, concentre-se apenas neles. Não leia enquanto pedalar, nem ouça música quando correr.
10) Preste atenção ao fluxo de ar que entra e sai de seu pulmão e procure respirar mais profundamente.

Finalmente, elogie os outros com mais frequência. Isso funciona como um ímã e faz com que todos queiram estar ao seu lado.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Masso prevencionismo


MASSO PREVENCIONISMO  – OS SOCORROS DE URGÊNCIA NA MASSOTERAPIA.

O masso prevencionismo começou com a cultura dos Aliptas antigos massagistas do século XV, na Europa.Com o passar dos anos os Aliptas foram dando espaço aos massoterapeutas convencionais que conhecemos hoje. Tal transformação ocorreu na virada do século XVIII, quando a massagem cientifica já era conhecida e as novas técnicas chegavam ao mercado de bem estar e saúde. 

Os antigos Aliptas ficavam auxiliando os centros de esporte e, portanto seria neste mesmo local que os masso prevencionistas passariam a atuar. Na Finlândia e Noruega os masso prevencionistas são treinados com técnicas de conhecimento desportivo, fisiologia do esporte, socorros de urgência dentre técnicas voltadas à massoterapia. 

Após 1960, a massagem desportiva despontou como especialidade no universo da Terapia por massagem, mas as técnicas de masso prevenção continuavam no currículo do profissional. No Brasil o masso prevencionismo teve inicio em 1939 e ainda está em uso, entretanto, apenas alguns locais oferecem treino especifico para masso prevenção. Existem diversas organizações precisando deste profissional e as novas turmas para treinamento serão oferecidas aos técnicos de massoterapia.

 Mas o que faz o masso prevencionista? Ele é o profissional que no Brasil faz o papel de para médico ou socorrista, entretanto utiliza técnicas naturais e convencionais para prevenção e socorros de urgência, alem de atuar também nos esportes. Atualmente esta prática é ensinada para aperfeiçoamento de técnicos.




Abramac

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Neymar na sessão de massagem


Neymar posta foto durante sessão de massagem no CT do Santos

Sempre presente no Instagram, o atacante Neymar postou, nesta sexta-feira, uma foto na rede social numa sessão de massagem no centro de treinamento do Santos. O jogador estava acompanhado dos profissionais do Peixe Jorginho e França.
Domingo, dia 17, o Santos enfrentará a Ponte Preta pelo Campeonato Paulista.
Bem, massageado o craque já está.

Receba uma massagem


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Massagem terapêutica importante para atletas


Hipócrates, pai da medicina, dizia que a massagem abranda a musculatura, aumenta a resistência, a destreza e o vigor físico. Não só Hipócrates, como também Aristóteles, Celso, Platão, foram os incentivadores da massagem como prática de alto teor terapêutico.

A Massoterapia é muito antiga e tem sido utilizado pelos mais variados povos. Talvez a primeira forma de aliviar a dor adotada pelos humanos instintivamente, já que é a primeira coisa que se faz quando sentimos alguma dor.
No tempo dos samurais, os japoneses não dispensavam uma boa massagem, geralmente praticada por deficientes visuais. Talvez seja o povo que mais aprecia esta prática. Os mestres em artes macias invariavelmente deviam conhecer todas as técnicas de massagem.

A massagem terapêutica tem como foco produzir a nutrição dos tecidos do corpo. Ao friccionar, comprimir e pressionar a musculatura e ao manipular os pontos de pressão, intensificar a circulação do sangue, da linfa e dos hormônios, fortalecendo os sistemas: nervoso central, simpático e parassimpático e imunológico, retardando o envelhecimento celular.


A massagem terapêutica é um conjunto de técnicas da Massoterapia que trabalha todo o corpo físico, buscando o relaxamento máximo do cliente. Seu bem estar é a principal preocupação do profissional Massoterapeuta.

Hoje em dia, em todas as modalidades de esportes, encontramos os Massoterapeutas contratados principalmente nos clubes de futebol e em algumas boas academias. A prática de massagem é universal. Principalmente depois da descoberta do sistema linfático, sua importância ao lado do sistema circulatório, respiratório, etc.
É necessário frisar que a massagem não pode ser praticada por qualquer pessoa. Exige um amplo conhecimento da anatomia humana. Uma massagem bem aplicada traz benefícios à saúde, mas se mal, as consequências são desagradáveis. As indicações da massagem e suas contra indicações se embasarão nos efeitos desta sobre o sistema circulatório e nervoso.

Indicações: tensões musculares; antes ou após atividades físicas, estresse, cansaço, indisposição, cefaléias, má postura, muito trabalho físico etc...

Contra-indicações: Qualquer patologia em fase aguda; Processos infecciosos e inflamatórios em fase aguda; enfermidades tumorais / câncer, alterações neurológicas com falta de sensibilidade dolorosa.

Obs.: Gestação, período menstrual e hipertensão arterial devem ser relatados ao Massoterapeuta antes do início da massagem.
Atendimento nas disfunções da coluna vertebral: Alívio Nas Dores - Cervicalgia, Torcicolo, Lombalgia, Lordose, Escoliose, DORT/LER, Nervo Ciático, Hérnia de Disco, Tensões Musculares, Fadiga Crônica, Fibromialgia e Miogelose. A Massoterapia Ajuda no combate ao ESTRESSE E A DEPRESSÃO.

por Rodrigo Nora

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

O papel do baço (Pi) na Medicina Tradicional Chinesa

O BAÇO NA MEDICINA CHINESA..........AFINIDADE COM O ELEMENTO FOGO......ENERGIA REGENERADORA...... 


O baço (pi), entre todos os órgãos na Medicina Tradicional Chinesa, apresenta a menor semelhança com sua contraparte ocidental. A parte ocidental lida primariamente com a produção e destruição das células vermelhas do sangue e armazenamento do sangue.

Na fisiologia tradicional chinesa, o baço desempenha um papel central na saúde e vitalidade do corpo, assumindo um papel fundamental na assimilação dos nutrientes e manutenção da força física. Ele transforma o alimento digerido no estômago em nutrientes utilizáveis e em qi. Escolas inteiras de medicina foram formadas em torno desse órgão. A premissa básica é que todos os aspectos da vitalidade dependem da nutrição recebida pelo corpo inteiro a partir do funcionamento saudável desse órgão essencial.

Na fisiologia tradicional chinesa, o baço assume um
papel muito importante na assimilação dos nutrientes e
manutenção da força física
Os sintomas do desequilíbrio do baço incluem falta de apetite, atrofia muscular (definhamento), indigestão, estufamento abdominal, inchaço, icterícia e sangramento ou contusões inadequados.

Os atributos tradicionais do baço

O baço rege a transformação e o transporte. Depois que o estômago decompõe e digere o alimento, o baço transforma-o em nutrição utilizável e em qi, e depois transporta essa essência do alimento para os outros órgãos. O baço também desempenha um papel essencial na produção de sangue.

Por essa razão, a fadiga (deficiência de qi) e anemia (deficiência de sangue) geralmente são atribuídas à incapacidade do baço de transformar alimento em qi e sangue.

Além de seu papel na nutrição e produção de sangue, o baço também é responsável pela "transformação de fluídos": ele ajuda no metabolismo da água, auxiliando o corpo a se livrar de fluídos excessivos e umedecendo as áreas que precisam deles, como as juntas. Se essa função é prejudicada, as desordens ligadas aos fluídos, como edemas (severa retenção de água) ou fleuma excessiva, podem se desenvolver.

O baço governa o sangue. Considerado a "base da existência pós-natal", o baço é o órgão mais importante envolvido na produção de sangue suficiente para a manutenção da saúde. Uma dieta altamente nutritiva apropriada às necessidades individuais melhora o qi do baço, aumentando o nível de energia da pessoa.

Esses melhoramentos são prontamente percebidos na prática clínica, onde uma pessoa doente pode se tornar bastante forte através de ervas tonificantes, mudanças alimentares e exercícios respiratórios. O qi do baço também é especificamente responsável pela manutenção do sangue dentro dos vasos. Uma fraqueza nessa função pode levar ao sangramento crônico, como à tendência de facilidade para se ferir, ou sangramento endometrial no meio do ciclo menstrual.

O baço domina os músculo e os quatro membros. Como o baço é responsável por transformar alimento em qi e sangue e transportá-los por todo o corpo, o funcionamento adequado do órgão é essencial para a manutenção da massa muscular e de membros fortes. Uma pessoa com qi do baço deficiente normalmente experimenta fraqueza e fadiga nos membros. Exercícios e uma dieta saudável beneficiam o corpo somente se o baço é capaz de transmitir essa nutrição e energia para todos os músculos.

O baço se manifesta na boca e lábios. Como um portal para o sistema digestivo, a boca pode indicar se o baço está funcionando normalmente. Se o qi está normal, o apetite está bom, os lábios estão vermelhos e flexíveis, e o paladar é suficientemente sensível.

O qi do baço se movimenta na direção ascendente. Todos os órgãos têm uma direção normal para seu fluxo de qi. O fluxo do qi do baço mantém outros órgãos em seus devidos lugares. Se o qi do baço está fraco, o resultado pode ser o surgimento de prolapso, ou flacidez, do cólon transverso, útero, reto, ou estômago.

O baço gosta de calor e repele o frio. Como as enzimas digestivas requerem calor para decompor o alimento adequadamente, o consumo excessivo de alimentos e bebidas gelados pode prejudicar a função do baço. Os alimentos que são aquecidos e fáceis de digerir, como sopas com gengibre ralado, beneficiam a função do baço. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts with Thumbnails