Páginas

domingo, 25 de abril de 2010

Respire fundo


Pare por um instante! Esteja no trabalho ou em casa, se permita interromper a correria do dia a dia, feche os olhos e inspire bem fundo. Não é uma sensação boa? O corpo não fica mais leve? A mente não se acalma e o estresse diminui? Isso tudo acontece devido a um fato muito comum em nossas vidas, o simples ato de respirar que, de tão cotidiano, acaba muitas vezes não recebendo a devida atenção e cuidado.

Básica para continuar vivendo, a respiração influencia praticamente todas as atividades do corpo humano e colabora para o bem-estar físico e até mesmo emocional de todos. Respirar é uma coisa tão natural que muitas vezes nem nos damos conta da importância que tem, porém, é através desse mecanismo de inspiração e expiração que enchemos os pulmões de oxigênio, limpamos a corrente sanguínea e mantemos o cérebro e o coração funcionando.

A fisioterapeuta e professora de educação física Rogélia Garcia da Silveira trabalha com uma das atividades mais recomendadas para aprimorar o trabalho respiratório, a natação, e diz que aprender a respirar corretamente, além de ajudar a obter melhores resultados em qualquer atividade física, também traz inúmeros benefícios ao corpo. "Quando você tem controle da respiração tudo fica mais fácil. Você se sente dono do seu próprio corpo e ela te traz um relaxamento, uma tranqüilidade. Por mais que você venha a fazer um esforço, quando se tem esse controle, ele se torna muito mais ameno, porque gera uma oxigenação maior e os músculos se nutrem mais. Respirar é tudo", explica.

Doenças respiratórias

Infelizmente, nos dias de hoje, devido à poluição dos grandes centros urbanos, respirar já não é mais tão seguro quanto antes. O número de pessoas, inclusive crianças, com problemas respiratórios como rinites, bronquites e asmas só faz crescer e é cada vez mais difícil fugir deles. O otorrinolaringologista Mário Jinssó Minei revela que as bruscas mudanças climáticas que vêm como conseqüência do ar poluído são a principal causa destes males. "A rinite alérgica e a sinusite são de longe os problemas mais comuns atualmente e só tendem a aumentar. Existem tratamentos, mas o melhor a se fazer é se manter sempre em atividades físicas, beber muita água, tomar banhos frios e ir à praia pegar sol. Medidas diárias e que fazem a diferença", recomenda o médico.

Todo tipo de exercício é bom para manter a saúde, mas algumas atividades trabalham diretamente com a respiração e podem melhorar bastante o desempenho respiratório. Além da natação, que auxilia não só o condicionamento físico, mas também a imunidade, a yoga é a principal recomendação médica. Celi Luzia de Sá Rocha, professora de Hatha Yoga há mais de 40 anos, explica que, ao trabalhar a respiração durante as aulas, tem como objetivo buscar um equilíbrio não só físico, mas também emocional. A base do yoga é a energia, o equilíbrio energético. As narinas são os canais que absorvem o ‘prana', a energia da vida, que vem para oxigenar, nutrir e energizar o corpo. Quando você expira, faz um trabalho de limpeza, porque expulsa o que não é mais necessário para você. O nosso trabalho dentro do yoga é ganhar a consciência da respiração para equilibrar o emocional e melhorar também o estado físico, oxigenando o cérebro, o sangue e os pulmões".



Fonte:bem leve

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Dor nas costas


Se você nunca se preocupou com a saúde das suas costas, adotando posturas erradas e movimentos inadequados, saiba que essas são as principais causas da dor nas costas. Com o passar do tempo, vai ocorrendo um desgaste das articulações da coluna, podendo levar à degeneração dos discos intervertebrais (hérnia de disco) e à osteofitose (bico de papagaio).

Em um grande número de casos de dor nas costas, não se chega a um diagnóstico claro. Geralmente, no decorrer do tempo, vários fatores de risco atuam em conjunto ocasionando a dor: condicionamento físico deficiente, má postura, mecânica anormal dos movimentos, pequenos traumas, esforço repetitivo, etc..

Várias estruturas da coluna podem causar dor, incluindo os ligamentos que conectam as vértebras, fibras externas do disco intervertebral, músculos, vasos sanguíneos e raízes nervosas.

Fonte:dor nas costa.com

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Caminhada de 100 passos por minuto é exercício ideal, indica estudo


Pesquisadores americanos concluíram que uma caminhada diária de meia hora, com uma média de cem passos por minuto, pode ser a medida ideal de exercício moderado para o coração.

O estudo realizado pelos pesquisadores da Universidade de San Diego foi publicado pela revista acadêmica American Journal of Preventive Medicine.

Os pesquisadores basearam suas conclusões em exercícios realizados por 97 adultos saudáveis com uma média de idade de 32 anos. Durante a avaliação, os pesquisadores observaram as demandas do corpo por oxigênio enquanto as pessoas caminhavam em uma esteira.

De acordo com a pesquisa, o homem precisa caminhar, em geral, a uma velocidade de 92 a 102 passos por minuto para realizar um exercício cardiovascular de intensidade moderada.
A faixa para as mulheres é de 91 a 115 passos por minuto."Porque os benefícios à saúde podem ser atingidos com um mínimo de dez minutos de exercícios, uma forma útil de começar a se exercitar é tentar dar mil passos em dez minutos, até chegar a 3 mil passos em 30 minutos", disse Simon Marshall, chefe da equipe de pesquisadores.

Os autores do estudo sugerem o uso de um pedômetro - aparelho que conta os passos - em conjunto com um relógio de pulso durante a caminhada. Mas médicos ressaltam que o estudo foi realizado com pessoas saudáveis, e indivíduos acima do peso podem ter outras necessidades.


Fonte :G1

sábado, 3 de abril de 2010

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Reenergizando o corpo

Respire fundo para reenergizar o corpo. Sinta essa energia!

Passo 1
Sente-se com a postura ereta, o tronco erguido e as pernas cruzadas. Estenda os braços ao lado e para fora do corpo. Alongue as costas. Visualize a energia fluindo pelas pontas dos dedos.

Passo 2

Levante os braços para o alto, relaxe os ombros. Olhe para o alto e alongue o pescoço, mas evite alongamento exagerado. Fique nessa posição por 30 a 60 segundos, depois relaxe o corpo. Visualize a energia fluindo pelas pontas dos dedos.


Passo 3
Relaxe os braços, traga-os para baixo e faça movimentos circulares com os ombros três vezes. Respire profundamente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts with Thumbnails