Páginas

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Crioterapia: como tornar o gelo um aliado da sua musculatura?


A grande carga de treinos é um fator que propicia o surgimento de diversos tipos de lesões, isso faz com que a recuperação muscular seja algo tão importante na rotina de treinamentos. Os atletas, em geral, utilizam vários métodos para ajudar nesse processo, como a massagem esportiva, alongamento e, principalmente, a crioterapia. A prática consiste em usar o gelo para acelerar a regeneração dos músculos após treinos e provas. A crioterapia pode ser feita de diversas maneiras, já que o elemento principal da técnica é o uso do gelo.
A forma mais comum de usar os benefícios do gelo para a musculatura é por meio de compressas ou bolsas de gel. Essas bolsas são vendidas em farmácia e devem ser colocadas no congelador para que o gel que tem dentro chegue à temperaturas abaixo de zero. Mas é preciso tomar cuidado para que o frio excessivo não cause queimaduras na pele.
Já os atletas de elite, tanto da corrida, quanto de esportes como o baquete o futebol, costumam usar a técnica de imersão, isto é, mergulhar as pernas em uma banheira ou em um tambor com água gelada entre 10 e 15 graus, por até 15 minutos. Dessa forma todos os músculos dos membros inferiores são tratados ao mesmo tempo e na mesma temperatura.
Webrun conversou com o médico do esporte Sergio Pistarino para tirar algumas dúvidas sobre a crioterapia, confira:
De que forma a técnica pode ser usada pelos corredores?
Ela pode ser usada de duas formas: ou para pré esfriamento, para o corpo entrar mais resfriado para a prova e ter uma performance e eficiência melhor durante a corrida ou outro esporte aeróbico. Ou pós atividade física, que é o uso mais convencional da crioterapia.
Quais os benefícios?
A crioterapia, seja feita da forma que for, tem uma ação anti-inflamatória. O frio inibe um calor – que é um sinal de quentura, de inflamação comum após atividades físicas. O método, seja feito da forma que for, tem uma ação anti-inflamatória à reação de desgaste. A crioterapia também causa vasoconstrição e vasodilatação, então aumenta a circulação e facilita chegada de células anti-inflamatórias na musculatura, acelerando assim a recuperação e reabilitação.
Outro ponto positivo do uso do gelo é a questão analgésica: a sensação térmica ajuda a inibir e até a aliviar a sensação de dor.
Quem pode fazer?
Qualquer corredor pode fazer, não tem contraindicação a fazer cromoterapia. Mas fica um pouco a critério de cada atleta, tem gente que não gosta e às vezes insistir isso, quando não é confortável para a pessoa, pode até trazer prejuízos à performance.
fonte http://www.webrun.com.br/h/noticias/crioterapia-como-tornar-o-gelo-um-aliado-da-sua-musculatura/17979

terça-feira, 27 de junho de 2017

Massagem Pré competição e Pós competição



Pré competição:
A massagem é indicada para preparar a musculatura para o dia da competição, o atleta sente-se mais confiante e concentrado para a prova.
É uma massagem tonificante, superficial e rápida - de excitação ao Sistema Nervoso Central. O objetivo desta massagem é de aquecer a musculatura, promover vaso dilatação, hiperemia (um aumento da quantidade de sangue circulante), estimulação e excitação.

Pós competição:
A fadiga muscular é a principal queixa de dores dos atletas após a competição.
A massagem terá ação desintoxicante e será feita com movimentos de amassamento lentos e profundos.
O objetivo desta massagem será de recuperar as fibras musculares, eliminando resíduos metabólicos do corpo através da drenagem sanguínea e linfática, para acelerar a regeneração do atleta e favorecer a nutrição celular.

domingo, 25 de junho de 2017

ESPONDILOSE CERVICAL E MASSAGEM TERAPÊUTICA


Espondilose cervical é causada por desgaste anormal na cartilagem e ossos da coluna cervical em seu pescoço. Ao longo do tempo pode haver crescimentos anormais chamados esporões ósseos que pressionam os nervos espinhais.
Pode causar sintomas como dormência, dor e formigamento nos braços e pernas, bem como dor de garganta e dores de cabeça.
Você também pode sentir rigidez nos músculos do pescoço e dor em sua omoplata.

Fatores de risco

O principal fator de risco para espondilose cervical é a idade. A maioria das pessoas com mais de 60 anos mostram alguns sinais do espondilose cervical.
Outros fatores de risco incluem sobrepeso, falta de exercício, levantamento de peso, trauma, artrite e osteoporose. Para a maioria das pessoas o objetivo é minimizar o progresso da espondilose e controlar a dor.
massagem terapêutica para espondilose cervical é eficaz porque pode equilibrar e relaxar os músculos que suportam a espinha cervical.

Tratamento

O tratamento conservador para espondilose cervical inclui compressas frias e de calor para controlar a dor junto com a massagem terapêutica, os estiramentos e o exercício para reduzir a dor e o contrapeso e alongamento para os músculos do pescoço.
Desequilíbrio muscular do pescoço comprimido e tensionado de um lado mais do que o outro, por exemplo, pode causar pressão desigual em discos espinhais. Eventualmente, os discos com protuberância para o lado com menos pressão e corroer. Isso coloca pressão sobre os nervos espinhais, causando dor.

Massagem terapêtica e espondilose cervical

Um massagista de forma suave pode usar massagem terapêutica para espondilose cervical para amolecer gradualmente e relaxar a camada muscular do pescoço por camada. Como os músculos mais superficiais podem relaxar, o massagista vai ser capaz de sentir qual dos músculos mais profundos está mais apertado. Pode usar a massagem circulatório, a fricção transversal e longitudinal, os pontos do disparador e outras técnicas da médio-pressão para relaxar os músculos e aumentar sua escala do movimento em todas as direções.
O massagista também vai usar tração suave para alongar o pescoço e alongamentos suaves para treinar os músculos a ficarem menos tensos.

Considerações

Não permita que o massagista, massageie a frente do seu pescoço sobre estruturas delicadas, como a glândula tireóide e a cartilagem na frente do pescoço, além do toque mais leve. Embora seja necessário para o seu terapeuta para ajudá-lo a esticar o pescoço para a frente e para trás, bem como para o lado-orelha a ombro,não permita que o seu terapeuta tenha que rodar a cabeça para um lado ou outro e empurrar vigorosamente para "rachar" o seu pescoço. Essa manobra só deve ser realizada por um médico quiroprático ou osteopática.

fonte:https://www.indicedesaude.com/artigos_ver.php?id=5718

sábado, 24 de junho de 2017

Curso de massagem Desportiva e Ventosa em São José do Rio Preto SP


Massagem



Embora os efeitos concretos de uma massagem dependam do tipo de massagem utilizada, em geral servem para prevenir, tratar e melhorar certas patologias, como stress, contraturas, edemas, tensão muscular, tensão nervosa, tendinite, entorse, caimbras, lumbago, etc.

Atualmente, a prática da massagem é considerada como um dos meios terapêuticos de maior eficácia e ajuda a completar o trabalho dos médicos e preparadores desportivos.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Curso de Massoterapia Desportiva – Buzios RJ


ATENÇÃO!
Prazo para inscrição/pagamento para este curso será até dia 5 de Julho.
Data: 5 e 6 de Agosto de 2017 (Sábado e Domingo)
Carga Horária: 20 horas (2 dias)
Investimento: A partir de R$700,00
Ministrante:
Dr. Renato Garcia
Fisioterapeuta com especialização e ampla experiência na fisioterapia desportiva;
Professor da Universidade Estácio de Sá;
Presidente do Conselho fiscal da Actual Saúde;
Palestrante e Coaching;
Cutman do evento de MMA TFC;
Fisioterapeuta de atletas em diversas áreas (Triatleta – Lutador – Corredores – Jogadores de Futebol );
Massoterapeuta em eventos esportivos.
Público Alvo:
Acadêmicos e profissionais da saúde.
Conteúdo programático:1. Introdução
Anatomia;
Condições gerais do Toque terapêutico;
Efeitos fisiológicos e psicológicos;
Principais Lesões Ortopédicas e como identifica-las (diagnóstico diferencial);
Indicações e contra-indicações.
2. Desenvolvimento
Fundamentos e técnicas de massagem.
Massagem desportiva específica.
a) Massagem no condicionamento (desintoxicante)
b) Massagem como tratamento (Calmante – Terapêutica)
c) Massagem pré-competição (Estimulante)
d) Massagem Intercompetição (desintoxicante específica)
e) Massagem Pós-competição (Relaxante – Terapêutica)
f) Massagem pós-viagem (Relaxante – Tonificante)
3. Conclusão
Conhecimento específico na prática em clubes esportivos;
Conhecimento das principais bandagens ortopédicas terapêuticas e preventivas;
Conhecimento para indicações interdisciplinares no esporte.
Observação:
Vale ressaltar que a massoterapia desportiva não se encaixa apenas àquele profissional que pensa em atuar dentro de clubes ou entidades esportivas. A massoterapia desportiva se enquadra a todo praticante de atividade física desde recreacional até aos profissionais, com isso, este curso permite a atuação diferenciada até mesmo em consultórios. Lembre-se que por mais amador que seja seu cliente ele sempre buscará um atendimento diferenciado. ESPECIALIZE-SE!

 http://fisiobuzios.com.br/portfolio/massoterapia-desportiva/

Liberação miofascial


O atleta Costuma fazer a liberação miofascial nas últimas semanas antes dos campeonatos. O certo é fazer sempre. É impressionante como melhora o rendimento e a consciência corporal nos treinos.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Massagem desportiva




A Massagem desportiva acelera a recuperação após exercícios físicos e ajudam a evitar lesões, aliviando tensões e promovendo o equilíbrio músculo-esquelético. A técnica melhora a circulação, remove resíduos metabólicos, estimula as terminações nervosas e diminui dores e cansaço muscular.

Em relação ao sistema circulatório, Massagem desportiva estimula seu funcionamento como um todo, eliminando substratos indesejáveis ao organismo e colaborando com o processo circulatório, o que favorece o bom aspecto da pele e amenizan possíveis edemas. 

Praticamente todos podem usufruir desses benefícios. Há contraindicação apenas em casos de problemas vasculares, como trombose venosa profunda, ou de lesão muscular recente. Além disso, pessoas com insuficiência cardíaca devem evitar a Massagem desportiva para não aumentar o fluxo sanguíneo.

terça-feira, 20 de junho de 2017

15 COISAS QUE VOCÊ NÃO SABIA SOBRE DOR LOMBAR!



Esse problema é tão prevalente que geram custos em alguns países maiores do que o tratamento de diabetes e câncer juntos....mas há muitos mitos circundando sobre essa condição!
VAMOS LÁ.....
1- A DOR LOMBAR É COMUM E NORMAL: quando estamos com dor lombar, deveríamos pensar igual ao momento em que ficamos cansados ou tristes, em algum ponto das nossas vidas isso pode acontecer. O que não é normal é não se recuperar dela!
Na dor lombar aguda por exemplo, nas duas primeiras semanas as pessoal se recuperam muito bem e 85% delas se recuperam completamente dentro de 3 meses ou menos!
2- EXAMES DE IMAGEM SÃO RARAMENTE NECESSÁRIOS: A maioria dos profissionais da saúde já consideram o exame de imagem já no primeiro momento, no entanto, somente uma pequena parte da população irá apresentar algo grave na coluna (menos que 5% apresentam alterações graves).
3- A INTERPRETAÇÃO DO EXAME DE IMAGEM DEVE SER CAUTELOSA: Muitos pacientes chegam à clínica com vários exames e com muitas informações equivocadas sobre a sua dor nas costas! Você sabia que 52% dos pacientes tem protusão discal? 28% tem hérnia de disco? E o melhor de tudo, esses pacientes NÃO TEM DOR, isso mesmo, eles são assintomáticos, as evidências mostram que existem vários casos de alterações nos exames mas que o paciente está sem dor!
4- A DOR LOMBAR NÃO É CAUSADA POR ALGO QUE ESTEJA FORA DO LUGAR: Muitas pessoas associam a dor nas costas com algo que esteja fora do lugar, mas isso não existe, sua coluna está em seu devido local, portanto, SEM PÂNICO pois sua dor pode aumentar!
5- O REPOUSO NA CAMA NÃO É ÚTIL: Nos primeiros dias de dor na coluna assim como outros lugares do corpo, o repouso pode trazer um certo alívio na dor, mas existe uma forte evidência de que o paciente com dor lombar deve se expor gradualmente à suas atividades diárias como trabalho e lazer, fazendo isso ela estará se recuperando mais rápido e evitando maiores incapacidades a longo prazo, acredite, SE MOVIMENTAR É SEGURO EM PACIENTES COM DOR LOMBAR!
6- MAIS DOR NÃO SIGNIFICA MAIS DANO: Não é porque você tem mais dor que o seu problemas é mais sério, muitas coisas influenciam o aumento da dor no indivíduo, por exemplo, pacientes que tem medo do movimento, que tem depressão ou que tiveram experiências ruins com tratamentos ineficazes(e são muitos) geralmente sentem mais dor, simplesmente porque o sistema nervoso central (SNC) criou uma imagem negativa desse problema, aumentando assim a percepção da dor pelo paciente....mas isso fica para um próximo post Emoticon smile:)
7- A CIRURGIA É RARAMENTE NECESSÁRIA: Menos de 5% dos pacientes precisam passar por cirurgia da coluna, o simples fato de se permanecer ativo e ser informado sobre a educação em dor já trará grandes resultados e melhora do quadro!
8- MOCHILA PARA CRIANÇA É SEGURO: Muitos acreditam que o peso da mochila usada pela criança poderá causar dor lombar, mas existem estudos mostrando que o peso das mochilas não tem relação com a dor, a prevalência é a mesma, o que acontece é a relação que os pais fazem da mochila com a suposta dor nas costas da criança, lembrando que falo de uma mochila normal, com alguns livros e o lanche!
9- A POSTURA SENTADA PERFEITA PODE NÃO EXISTIR: Sim....a postura sentada "correta" pode não previner a dor nas costas, os estudos mostram que as pessoas com dor podem até piorar estando na postura "reta" ou "perfeita". Portanto, o mais indicado é você ficar numa postura que você se sinta bem e confortável, claro que um ajuste ergonômico aqui ou ali é bem vindo, mas nada daquela postura reta, ninguém consegue ficar nela por muito tempo, o mais importante é ter a capacidade de mudar constantemente sua postura, evitar ficar sentado estático por muitas horas....NÃO EXISTE POSTURA "ERRADA" E SIM O QUANTO TEMPO VOCÊ FICA NELA!
10- "ESTICAR E DOBRAR A COLUNA É SEGURO": Claro que temos raras exceções em que "dobrar ou esticar" a coluna seria prejudicial no início, mas em 95% dos casos você pode fazer isso seguramente, claro que com a ajuda de um profissional bem preparado, para expor o paciente gradativamente a esses movimentos.
11- EVITAR ATIVIDADES E REALIZAR MOVIMENTOS CUIDADOSOS NÃO AJUDAM À LONGO PRAZO: O ideal é tentar não mudar sua rotina e a forma de se movimentar, mas sabe-se que a maioria das pessoas adotam posturas antálgicas, de proteção em relação a dor, e isso à longo prazo traz mais incapacidade!
12- PERDER SONO PIORA SUA DOR NAS COSTAS: Sim...se você não dorme bem sua dor tende a ficar pior!
13- ESTRESSE, MAU HUMOR E PREOCUPAÇÃO INFLUENCIAM NA DOR LOMBAR: Se você se encontra de mau humor, preocupado, está ansioso ou em um estado deprimido, você provavelmente sentirá mais dor, pois esses fatores fazem você somatizar a dor lombar, em outras palavras, uma dor que seria 5 numa escala de 0 à 10, passa a ser 8.
14- EXERCÍCIO É BOM E SEGURO: Se tem uma coisa que ajuda no tratamento da dor lombar é permanecer ATIVO!
15- A DOR LOMBAR PERSISTENTE PODE FICAR MELHOR: O ideal é procurar o profissional que tenha essa linha de pensamento em relação à dor lombar, e que leve em consideração as características de cada um, CADA CASO É UM CASO, mas seguindo e entendendo essas dicas já é meio caminho andado Emoticon smile:)
Texto: Mary O'kneef, Kieran O'Sollivan e Derek Griffin.
Adaptação, resumo e tradução: Ronaldo Oliveira.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Compressas quentes e frias:



Benefícios e como escolher a melhor opção

Compressa fria: quando usar?


A compressa fria é ideal após quedas, pancadas ou lesões nas articulações. A recomendação é que seja feita durante as primeiras 48 horas após o acontecimento. Os traumas deste gênero podem romper vasos e por isso formar hematomas. Quando tais vasinhos são submetidos às baixas temperaturas da compressa, sofrem espasmos e se contraem, diminuindo o fluxo dos fluídos. Deste modo, o local lesionado se recupera com mais facilidade.

Compressa quente: quando usar?

Já a compressa quente é ideal para situações infecciosas e para amenizar edemas e hematomas que se formaram após um trauma sem tratamento prévio. A água quente, ao contrário da fria, dilata os vasos, aumentando o fluxo sanguíneo. Tal efeito pode conter o processo inflamatório, pois uma maior quantidade de sangue correndo nos vasos purificam os líquidos que vazaram e se acumularam em torno da região lesionada.

Compressa quente alivia dores

A compressa quente também funciona como relaxante muscular. É ideal para tratar dores como torcicolos e desconfortos musculares. Outra forma de uso é como compressa para aliviar cólicas abdominais, como as do período menstrual.

domingo, 18 de junho de 2017

MASSAGEM DESPORTIVA



O QUE É MASSAGEM DESPORTIVA
Esta técnica é indicada tanto para amadores e profissionais e pode ser feita na pré e pós-competição.
Esta massagem age nas dores do atleta, mas é indicada não só quando se tem lesão e sim, principalmente, ao contrário. Ela deve ser realizada para prevenir lesões.
A massagem desportiva pode ser feito nos dias do treinamento ou em dias intercalados. Após competição serve para relaxar a musculatura que foi sobrecarregada devido às competições.
QUAIS OS BENEFÍCIOS DA MASSAGEM DESPORTIVA?
Dentre os diversos benefícios desta técnica, podemos destacar:
Prepara a musculatura para o exercício
Aumenta a circulação sanguínea
Elimina as toxinas da musculatura
Previne lesões da musculatura e tendões
Tonifica o tecido muscular
Estimula a produção de adrenalina
Alivia as dores pós-treino

QUAL A DIFERENÇA DA MASSAGEM RELAXANTE PARA A DESPORTIVA?

O principal objetivo da massagem relaxante é promover o relaxamento da musculatura tensa. Suas manobras são mais calmas para que o corpo libere hormônios como a ocitocina e endorfinas que são responsáveis por acalmar o corpo.
Para quem pratica atividade física e quer potencializar seus resultados, o ideal é a massagem desportiva, pois seus movimentos são mais fortes e rápidos para promover uma melhor circulação sanguínea, deixar a pessoa “mais agitada” antes do exercício, e no pós-exercício eliminar o ácido lático, que é responsável pela tão conhecida “dor do dia seguinte ao exercício”.

CONCLUSÃO SOBRE O QUE É MASSAGEM DESPORTIVA
Mesmo que você não seja atleta é interessante conhecer esta técnica terapêutica para melhorar ainda mais os resultados esperados.
Como vimos, o ideal é utilizar não só a massagem desportiva, mas todas as técnicas como forma de prevenção de doenças e não apenas para tratamento.

sábado, 17 de junho de 2017

OS EFEITOS DA MASSAGEM COMO RELAXANTE MUSCULAR



Massagem terapêutica é um tratamento manual onde um terapeuta manipula com as mãos os músculos e outros tecidos moles. Os terapeutas usam geralmente suas mãos e dedos, mas há diversas ferramentas que podem ser usadas como parte de um tratamento da terapia da massagem.
De acordo com o centro nacional de medicina complementar e alternativa, massagem terapêutica tem sido usado por milhares de anos e um estudo 2007 mostrou que cerca de 18.000.000 americanos receberam massagem terapêutica. A terapia da massagem parece ter muito poucos riscos se for realizada por um profissional qualificado e treinado e tem muitos benefícios.

Diminuir a tensão

A terapia de manipulação profunda de massagem terapêutica pode ajudar a diminuir a tensão que se acumula dentro de músculos e revestimentos musculares, chamado fáscia. Uma massagem transversal, que se move através do grão do músculo, ajuda a separar as fibras musculares e aderências de rompimento que podem estar se formando na barriga do músculo.
Aderências musculares são responsáveis pela diminuição da amplitude de movimento e função imprópria. Os músculos que são sujeitos ao esforço adicionado da postura ou do ferimento pobre tendem a encurtar e apertar, adicionando a tensão às junções próximas. Massagem terapêutica pode reduzir a tensão e ajudar a alongar os músculos, aliviando o estresse.

Aumento do fluxo sanguíneo

Quando um músculo ficou lesionado e machucado, o aumento do fluxo sanguíneo para a área ajuda a acelerar a cura. A terapia de massagem dilata ou abre vasos sanguíneos, restaurando o fluxo de fluidos, oxigênio e outros nutrientes para a área lesada. Massagem realiza isso sem aumentar os produtos de resíduos metabólicos que normalmente ocorrem com a contração muscular. Em muitos casos de lesão, massagem terapêutica pode diminuir a quantidade de tempo que leva para um músculo se recuperar adequadamente.

Maior amplitude de movimento

Em qualquer lesão e com má postura crônica, a amplitude de movimento pode ser diminuída devido aos músculos que são curtos e apertados ou ter construído adesões dentro deles. A resposta normal do corpo a um ferimento é tentar e estabelecer o tecido da cicatriz a fim estabilizar a área. Este tecido cicatricial irá causar mais tarde diminuição da amplitude de movimento e outras questões dolorosas. A terapia da massagem quebra aderências e alonga os músculos, ajudando assim a restaurar a escala apropriada do movimento. A gama completa e fluida de movimento é necessária para manter a saúde conjunta.

Diminuição da dor

Massagem terapêutica tem a capacidade de ajudar a diminuir a dor em muitas condições, incluindo a dor lombar. Ele realiza isso de várias maneiras. Uma terapia da massagem ajuda obstruir sinais da dor que originam dentro do sistema osteomuscular de alcangar o cérebro.
Massagem também ajuda a mover os produtos de resíduos metabólicos, como o ácido láctico e carbônico fora do músculo. Estes produtos constroem geralmente acima dentro dos músculos após a atividade do músculo e que são responsáveis pelas cãimbras e o desconforto sentido após a atividade fatigante.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Massagem: Promover a energia


Enquanto a massagem pode ser muito relaxante, o movimento rápido de certos cursos de massagem pode energizar o cliente e aumentar a concentração e acuidade mental. Algumas empresas já incluíram a terapia de massagem no local de trabalho para manter os trabalhadores energizados e alertas.
Enquanto os atletas costumam usar massagem para reduzir a ansiedade e acalmar os músculos doloridos e lesionados, os médicos no relatório da clínica de lesões esportivas que a massagem esportiva específica pré evento pode bombear os atletas, deixando os atletas com uma auto-imagem positiva e atitude necessária para ganhar competições.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

O foco da massagem terapeuta nos atletas

Nos atletas, o foco da massagem terapêutica são os elementos musculoesqueléticos e miofasciais do corpo, já que o treinamento físico gera estresse sobre esses tecidos.  As técnicas que criam alterações estruturais na tensão muscular, na compressão e na tensão articulares e na flexibilidade de tecido conjuntivo são preferíveis, porque podem afetar diretamente a capacidade de um atleta treinar, realizar e se recuperar da lesão. 


Os efeitos estruturais são

- Aumento da amplitude de movimento;
- Maior flexibilidade tecidual geral e relaxamento muscular;
- Redução de câimbras e espasmos musculares;
- Alivio de pontos-gatilho miofasciais e pontos dolorosos neuromusculares;
- Redução de aderências e aumento na remodelagem do colágeno, durante o ciclo de cicatrização.

Já os efeitos sistêmicos mais relatados são

- Aumento da circulação local, ou seja, fluxo venoso e hiperemia superficial;
- Diminuição do edema traumático; e
- Diminuição da dor.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

A importância da massagem para atletas e esportistas


Nos últimos tempos a pratica de atividade física vem se tornando uma freqüência entre brasileiros; nas praças, parques e academias, pessoas de todas as idades se exercitam buscando um físico impecável, uma melhor qualidade de vida e até mesmo resultados mais ousados, como de se tornar um atleta profissional.

Mas poucos sabem que vida de atleta não é só treino e alimentação adequada, uma programação de massagem é fundamental para o bom desempenho, isso sem falar no aumento da vida útil do mesmo.


A importância exercida pela massagem na vida de um atleta é reconhecida por médicos, equipe técnica e pelos próprios atletas desde a década de 80 sendo difundia em 1996 nos jogos de verão em Atlanta, Geórgia; desde então o massoterapeuta passou a fazer parte da preparação dos atletas, assim também como a prevenção e tratamento de várias tipos de lesões físicas e emocionais.

terça-feira, 13 de junho de 2017

MASSAGEM PARA ALIVIAR DORES DA CORRIDA



A dor faz parte da vida de quem pratica esportes. Mas você não precisa sofrer durante dias com os incômodos provocados por um treino intenso. Há inúmeras técnicas que ajudam a reduzir desconfortos musculares e permitem que o atleta volte o mais rápido possível a correr. Um dos métodos mais eficientes e acessíveis para isso é a massagem. Entenda melhor os benefícios da prática e o momento ideal de realizá-la.

Por que é bom?
Quando você faz uma atividade física exigente, as microfibras dos seus músculos se rompem. Isso gera um processo inflamatório e resulta em dor – que costuma durar de 24 a 48 horas. Além de relaxar a musculatura, a massagem aumenta o fluxo sanguíneo na região, fazendo com quem mais oxigênio e nutrientes cheguem ao local afetado. Desse modo, o desconforto pós-treino é reduzido em intensidade e duração. “Além disso, a massagem diminui os nódulos [nós] gerados pela contração muscular, que também provocam dor.”


Quando fazer?
A massagem pode ser benéfica tanto depois de uma prova quanto de um treino mais exigente, para que você não perca o rendimento naquela semana em que a planilha está puxada. Para aproveitar melhor a terapia, o ideal é que o atleta a faça no dia seguinte ao exercício, após ter dormido e se alimentado bem. Assim, ele saberá exatamente os pontos do corpo mais doloridos, que precisarão de maior atenção.


Existem contraindicações?
Não é recomendado fazer a massagem em caso de torção, distensão muscular ou qualquer outro tipo de lesão. Nesses casos, o primeiro passo é procurar um médico. Aí, se o especialista recomendar, a massagem pode fazer parte do tratamento. Você não tem ideia de como diferenciar o incômodo muscular pós-treino do de uma lesão? Geralmente, a dor de uma contusão é acompanhada de edema (manchas roxas) e/ou vermelhidão na pele. Porém, na dúvida, sempre procure um ortopedista.


Há vantagens no pré-treino?
Quando realizada antes da corrida, a massagem também pode contribuir para sua performance. Ela vai diminuir a tensão nos músculos e as dores pré-existentes, reduzindo o risco de que algum incômodo impeça seu bom rendimento.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Massagem para Atletas



Todos os atletas pretendem aumentar sua performance esportiva. Mas para conseguirem os melhores resultados, precisam seguir um plano de treino rigoroso que faça aumentar suas capacidades e habilidades, como a força, resistência, velocidade, muitas vezes levando o corpo ao seu limite fisiológico. Com isso as probabilidades de lesões musculares aumentam podendo em alguns casos impedir a continuidade dos treinos e competições. Para ter um ótimo treino é preciso descançar a musculatura e prepará-los novamente para as atividades. A massagem é um bom complemento para evitar lesões e ainda melhorar seu desempenho.

Massagem Desportiva é indicada como preventivo de lesões musculares causadas pelo esporte. Ela aumenta a circulação sanguínea e o aporte de sangue nos músculos, levando nutrientes e oxigênio; ajuda no processo de desintoxicação muscular pelo ácido lático o qual leva muitas vezes a câimbras e dores limitantes para o treino.

No pré-treino e pré-competição, é indicada por estimular a produção de adrenalina e aquecer os tecidos do corpo.

O objetivo principal é ajudar a aliviar o estresse e e tensão que se acumulam nos tecidos moles do corpo durante a pratica da atividade física.
Além disso ela auxilia :
Aumento no desenvolvimento
Evita fadiga muscular
Redução de inchaços
Diminuição da tensão muscular
Alívio de dor
Aumento de flexiblidade
Melhore seu Desempenho...
Pratique Massagem Desportiva !!

domingo, 11 de junho de 2017

Massagem desportiva



A massagem desportiva utiliza-se de uma série de técnicas de alongamentos antes e depois de exercícios físicos que adotam o deslizamento, amassamento, percussão, fricção e a vibração para prevenir e reabilitar atletas e esportistas. Mas a massagem é válida também para quem pratica musculação pois a demanda de esforço físico também é alta.

O objetivo da massagem desportiva é aumentar a circulação sanguínea e ajuda a eliminar as toxinas acumuladas após o exercício físico, resultando em uma recuperação mais eficaz depois de seu treino. A massagem tem atuação direta na área a ser a resolvido o problema na musculatura, tendões ou articulações.

Massagem desportiva, indicada para quem?

Indicada para todos que praticam algum tipo de esporte, seja profissionalmente ou por hobby, amassagem desportiva não é usada apenas para relaxar músculos e manter o corpo em harmonia. Quando realizada por um bom profissional, ela pode realçar os benefícios do treinamento, pois aumenta a circulação sanguínea, alonga as fibras musculares e ajuda a eliminar toxinas, como o ácido lático, que se acumulam nos músculos após a prática de exercícios.

Se o atleta não tem tempo suficiente para recuperar a musculatura, ele precisa de um auxílio complementar, como aquecimentos prolongados antes dos treinos, alongamentos ou a massagem.

Esta massagem age nas dores do atleta, e é indicada não só quando se tem lesão, mas ela deve ser realizada principalmente para prevenir lesões.

A massagem desportiva pode ser feita nos dias do treinamento ou em dias intercalados. Após competição serve para relaxar a musculatura que foi sobrecarregada.

A massagem desportiva na musculação é realizada com rigor e movimentos rápidos para causar os efeitos benéficos de:

– Aumento da quantidade de sangue no local que está sendo massageado.

– Aumento da temperatura do corpo

– Aumento de atividade cardiovascular

– Liberar adrenalina

– Preparar os músculos do corpo para a atividade física (musculação no caso)

– Diminuir os riscos de lesões

sábado, 10 de junho de 2017

I Encontro Internacional de Treinamento Desportivo / SP




I Encontro Internacional de Treinamento Desportivo do CEFIT!

O evento vai acontecer no dia 16/07 às 07h30, as inscrições estão abertas: www.encontro.esp

INFORMAÇÕES GERAIS
Local: unidade CEFIT-UNIP I - Rua Vergueiro, 1211 - Paraíso, São Paulo/SP (próxima à Estação Paraíso do metrô).
Data: 16 DE JULHO DE 2017.
Carga horária: 10 horas-aula.
Público alvo: Estudantes e graduados em Educação Física, Esportes, Medicina, Fisioterapia, Nutrição, Biomedicina, além de graduandos e profissionais de outras áreas do esporte, do exercício e da saúde, que queiram aperfeiçoar seus conhecimentos sobre o assunto.

A boa notícia:
Temos desconto para matrículas antecipadas: www.encontro.esp
Temos também desconto mais que especial para alunos CEFIT: www.encontro.esp

Como a maioria já sabe, o CEFIT é uma das empresas do nosso grupo Sport Training Team que promove cursos principalmente de pós-graduação, mas também de extensão, na área esportiva.
É uma referência no Brasil com relação à qualidade de ensino e dos profissionais docentes e convidados. 

Mais informações e inscrições: www.cefit.esp

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Massagem na musculação



A massagem maximiza os ganhos obtidos através da musculação. Podem ser realizadas massagem desportiva, relaxante ou drenagem linfática. 

Elas têm como benefícios: 


✔️preparar o atleta, dando mais disposição, 
✔️auxilia na recuperação muscular pós- treino, 
✔️otimiza seu rendimento de forma saudável. 




Agende sua sessão!!!

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Massagem para atletas



Massagem indicada para o pós-esporte ou para relaxamento muscular profundo. É uma massagem personalizada que tem como objetivo atender o atleta ou praticante de atividade física atuando na prevenção de lesões, na recuperação, no aumento da mobilidade articular e flexibilidade.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

MASSAGEM RELAXANTE NA CORRIDA DE RUA



A corrida de rua é uma atividade que tem crescido nas últimas décadas com sentido do cuidado com a saúde em especial nas grandes metrópoles. A Massagem Relaxante (MR) vem de encontro com a necessidade de promover melhor desempenho físico e evitar lesões osteomusculares. Este estudo tem como objetivo a percepção individual dos corredores de rua no ganho de performance com a MR. Participaram da amostra 80 corredores, com idade entre 20 e 60 anos, sendo 33,75% do gênero feminino e 66,25% do gênero masculino. A abordagem da pesquisa foi quantitativa e transversal. O instrumento utilizado foi um questionário com 10 perguntas. A análise estatística foi calculada pela média dos dados coletados. O resultado apresentou que 78,75% dos entrevistados já ouviu falar ou que conhecem pessoas que a recebem a MR. Em relação ao hábito de receber MR a amostra apresenta que 47% recebem a mesma, sendo que 100% da amostra relata sentir relaxamento e alívio de dores após a aplicação da MR. Conclui-se que a MR promove benefícios ao desempenho desportivo.

A origem da palavra massagem é derivada do grego massein, que quer dizer “amassar”. Porém, a terminologia “massagem”, por sua abrangência e complexidade, é muito difícil de ser definida em todas as suas dimensões. 1 Braunstein; Braz e Pivetta (2011)2 citam que a massagem é um método que através de variados tipos de manobras desempenham a função de estimular no organismo humano eventos fisiológicos que influenciam os estados emocionais e a cognição do paciente. Esta é uma terapêutica antiga e atende o ser em sua integralidade, compreendendo-o dinâmico e complexo. A MR é uma técnica de tratamento de determinados distúrbios musculares e de outros tecidos moles do corpo com a intenção de regularizar esses tecidos, através de procedimentos manipulativos, que incluem a aplicação de pressão e movimento.3 É uma prática terapêutica descrita há mais de 4.000 anos, e que exibe mais de 80 modalidades, dentre elas a massagem desportiva. 4 Esta técnica não é apenas para tratar um determinado problema ou contusão, ela pode ajudar no aquecimento pré-competição e/ou prática de exercício, na recuperação pós-competição e no condicionamento do atleta.5 6 

A MR quando aplicada em esportistas saudáveis pode aumentar a capacidade do desempenho esportivo e ajudar na recuperação para poder voltar logo as suas atividades sem que seu desempenho seja afetado e até na flexibilidade.1 A relevância do estudo está na relação de apresentar aos corredores de rua a utilização da massagem não apenas na finalidade de relaxar o atleta, mas também de melhorar seu desempenho e condições gerais da saúde, com isso incentivandoos a começarem o tratamento, contribuindo para aumentar o campo de atuação dos tecnólogos em estética. Este estudo tem como objetivo avaliar a percepção individual dos corredores de rua no ganho de performance com a MR.

MASSAGEM RELAXANTE Na pré história utilizavam o toque e fricções como método terapêutico promovendo o bem estar, contra lesões e infecções, que seria o início da origem da massagem. Através desses métodos os homens descobriram que há uma relação entre pontos distribuídos pelo corpo e a energia que flui entre eles.7O mesmo autor relata que a massagem é uma antiga forma de manipulação e atualmente é reconhecida como um complemento de tratamento médico e um meio para manter a beleza e habilidades físicas.7 A massagem teve seu início na medicina tribal, que era feita por pajés, feiticeiros e chefes tribais utilizando, folhas de plantas, raízes, óleos de origem vegetal ou animal. Desde então foram descobertos os benefícios da massagem, passando pelos povos do oriente médio, gregos e etc.7 A prática mais antiga de massagem é a Anma que influenciou o desenvolvimento de várias outras técnicas como a Sueca, Shiatsu e o Tui-ná.7 A MR é uma prática terapêutica realizada com movimentos manipulativos e pressões para disfunções do músculo e de tecidos moles do corpo proporcionando o aumento de sangue e oxigênio. Dessa forma, alivia dor, reduz as contraturas musculares provocando indiretamente o relaxamento e bem-estar geral, pois tem ação nos sistemas muscular, nervoso e circulatório,8 contribuindo para que estes sistemas funcionem de forma harmônica.9 

Os benefícios promovidos pela MR são tanto fisiológicos como psicológicos. Melhoria da mobilidade do tecido conjuntivo, da mobilidade articular, da circulação do “stress” através da diminuição do cortisol e o aumento da adrenalina e da noradrenalina, são exemplos de alterações fisiológicas.8 Redução da angústia, ansiedade, tensão e estresse, aumento da tranquilidade, vitalidade, atenção, concentração e sensação de bem-estar são exemplos de alterações psicológicas.1 A massagem é importante, pois é realizada através do toque que é uma das necessidades humanas mais fundamentais.8 É uma espécie de comunicação não verbal e uma maneira agradável de estimular o indivíduo de forma integral, gerando confiança entre paciente e terapeuta, proporcionando tranquilidade, diminuindo a ansiedade e favorecendo a consciência corporal e emocional, ou seja, sua autopercepção.9

Para realizar a massagem é necessário ter noções básicas de anatomia e fisiologia para ter consciência do que esta tocando, saber também a pressão aplicada, direção do deslizamento região do estímulo e ritmo.9 O massoterapeuta tendo estas noções pode aplicar diversas técnicas em uma mesma sessão com o intuito de conseguir melhor resposta e proporcionar à pessoa uma sensação de bem-estar.9 

1.2CORRIDA DE RUA 
O ato de correr está presente na atualidade e nos diferentes momentos da existência humana. 10 Encontram-se registros sobre corrida de rua nos mais antigos e diversos achados arqueológicos, sugerindo que esse desporto perdura desde as civilizações mais primitivas. Na legendária corrida da maratona, onde a morte súbita do soldado Fidípedes, que percorreu a distância de 42 km entre as cidades de Maratona e Atenas para informar a vitória dos gregos sobre os persas, em 490 a.C.11 A literatura12 relata que alguns aspectos desta história parecem ter uma sólida relação com a prática da corrida, inclusive na atualidade, como a resistência, a perseverança na busca de seu objetivo, a solidão e individualidade no caminho percorrido. Foram encontrados registros da prática da corrida desde as civilizações mais primitivas. A corrida de rua surgiu na Inglaterra no século XVIII, ganhando maior destaque após a primeira maratona olímpica,13 sendo que por volta da década dos anos 70, fortaleceu sua prática com o incentivo do médico Kenneth Cooper, o criador do Teste de Cooper. 14 

De acordo com a literatura11 fazer parte do contexto esportivo e se apresentar como “corredor” passou a ter um valor simbólico de excelência física, disciplina e outros valores que, em geral, dão ao indivíduo um lugar de respeito na comunidade. Ser corredor era ser superior fisicamente disciplinado dando ao indivíduo um lugar de respeito na sociedade.15 Tem se destacado das modalidades esportivas escolhidas por pessoas que buscam uma atividade física. É a forma de exercício mais comum por poder ser realizado por: indivíduos de várias idades, ambos os sexos e de fácil acesso e não precisa ter habilidade específica para praticar. Tem obtido grande aumento de praticantes, sendo considerado o segundo esporte mais praticado ficando atrás apenas do futebol. Essa prática desportiva tem sido procurada por diversos interesses, tais como: promoção da saúde, sensação de bem estar, controle de peso corporal, competição entre outros. 15 

Nos últimos 10 anos no Brasil houve um grande aumento na procura por este tipo de atividade14 por ser uma das formas mais comuns de exercícios, juntamente com a caminhada. O mesmo autor relata que esse esporte tem obtido destaque no cenário nacional, chegando a ser o segundo esporte mais praticado, perdendo somente para o futebol. Acredita-se que esse crescimento se deve a fatores como: fácil acesso da população, baixo custo para corredores e organizadores, caracterizando-se por uma atividade física popular e de massa, que promove também boas perspectivas de lazer. 16 

1.3 MASSAGEM RELAXANTE NA CORRIDA DE RUA Atletas estão predispostos a terem contusões devido ao esforço excessivo, a massagem é importante para sua flexibilidade, recuperação da fadiga muscular, das lesões e melhora de seu desempenho e os atletas reconhecem sua influência. Além desses benefícios há mais alguns oferecidos aos atletas como: redução à dor muscular, alívio dos espamos musculares, aumento da amplitude do movimento, melhora da circulação sanguínea e linfática, melhora da saúde do tecido muscular, diminuição da ansiedade, o estresse e a depressão e aumento da sensação de bem estar e de concentração, a aplicação da massagem desportiva pode ser realizada pré-competição, pós-competição, de recuperação, de reabilitação e de manutenção preventiva.17 

Os benefícios citados são importantes e úteis para o desempenho do atleta, mas os efeitos fisiológicos têm maior importância quando se trata de saúde esportiva. Esses efeitos são subdivididos em efeitos estruturais que são os que desenvolvem alterações nos músculos e no tecido conjuntivo e os efeitos sistêmicos que são resultantes de alterações celulares, circulatórias e do sistema nervoso.18 Como efeitos estruturais as técnicas de massagem utilizadas podem promover: aumento da extensão de movimento, diminuir a tensão muscular, acompressão e tensão articular, atenuação de câimbras e espamos musculares e a flexibilidade do tecido conjuntivo atingindo a capacidade do atleta de treinar, realizar e se recuperar de uma lesão e os efeitos sistêmicos na massagem são mais difíceis de comprovar que os efeitos estruturais, por não serem visíveis, sendo identificados apenas através de palpação, ultrasom, perimetria, entre outros. Seus efeitos são: aumento na circulação local, diminuição da dor e do edema.18 

A massagem desportiva é dividida em classes de treinamento como: preparatória, intermediária e de resfriamento e suas principais fases de aplicações são para recuperação, reparação, reabilitação, manutenção e competição. O terapeuta deve avaliar a classe de treinamento, a fase de aplicação, o ambiente, o esporte e a região corporal mais afetada pela prática do desporto.18 

No caso da massagem de competição o auxílio será no preparo e alongamento do atleta para a atividade física. Esta fase ela tem ritmo acelerado e é realizada no local da atividade, ela pode ser dividida em três categorias: pré- competição, entre competições e pós-competição.18 É sabido que todo atleta deve se aquecer antes de praticar exercício para diminuir o risco de lesão e intensificar o seu desempenho e ampliando a extensão dos movimentos, a MR pré competição tem a mesma finalidade que o aquecimento, porem não o substitui, ela serve para complementá-lo e seus objetivos incluem flexibilizar a fáscia e o tecido conjuntivo, diminuir a tensão muscular e ajuda a criar uma sensação de relaxamento que traz maior facilidade na realização dos movimentos,18 nessa técnica o terapeuta deve evitar movimentos que possam lesionar o atleta, pois o objetivo é apenas estimular seu corpo e deixá-lo motivado.19 

A MR entre competições é realizada no intervalo dos exercícios, entre eliminatórias, assim como a MR pré competição ela não substitui o aquecimento, o objetivo dela é identificar alguma lesão que pode ter sido desenvolvida durante o exercício e ajudar na recuperação para a próxima etapa do mesmo.18 

A MR pós competição tem o objetivo de assessorar os atletas em sua recuperação, as técnicas utilizadas nunca devem cortar o desaquecimento do atleta e sim ajudá-lo em sua recuperação “acalmando” o sistema nervoso e assim trazendo o corpo de volta a homeostasia,19 em seus objetivos estão inclusos o auxilio no retorno venoso, reduz o risco de dor muscular tardio, retorna os músculos ao tônusde repouso, coadjuvante no tratamento de lesão osteomuscular na recuperação de tecidos moles, diminuindo a dor e o edema melhorando a amplitude do movimento e do trauma.18 

2. MATERIAIS E MÉTODOS 2.1 TIPO DE PESQUISA e AMOSTRA 
Este estudo tem como característica uma pesquisa do tipo quantitativa e transversal. A busca de informações para a revisão de literatura foi realizada nas bases SciELO, Biomed Central, Google acadêmico e livros referentes ao assunto utilizando os descritivos: massagem relaxante, desempenho esportivo, corrida de rua. A amostra foi composta por 80 corredores de rua de ambos os gêneros com media de idade de 20 a 60 anos. Todos os colaboradores assinaram o TCLE (termo de consentimento livre e esclarecido). 

2.2 CRITERIOS DE INCLUSÃO E CRITERIOS DE EXCLUSÃO 
Os critérios de inclusão foram: (i) ser praticantes de corrida de rua; (ii) ter idade entre 20 e 65 anos e (iii) ambos os gêneros. Para os critérios de exclusão determinou-se: (i) praticar outro tipo de atividade física e (ii) apresentar qualquer tipo de lesão osteomuscular. 

2.3 INSTRUMENTOS 
Aplicar um questionário composto por 10 perguntas, validados por 3 profissionais da área. O questionário é composto por duas partes: a primeira caracterizando a coleta de dados pessoais e a segunda contendo questões para obter informações em relação ao recebimento da massagem relaxante na sua atividade esportiva. 


CONCLUSÃO 
Com este estudo pode-se verificar e relatar a importância da realização da MR no desporto, pois além de ter benefícios psicológicos como relaxamento, ela tem efeitos fisiológicos ajudando na recuperação, removendo as toxinas acumuladas ao longo do esforço ou na preparação muscular para a prática. Quando aplicada para a preparação para o esporte o terapeuta deve ter cuidado para não lesionar o músculo, pois é uma técnica para estimulação do atleta, diferente da técnica utilizada após o esforço que é para relaxamento e diminuir a tensão muscular, com isso o terapeuta deve ter noções de anatomia, quais músculos o atleta mais utiliza para o esporte e qual técnica deve se utilizar para trazer benefícios para o mesmo. Diante do exposto pode-se concluir que a massagem é eficaz e complementa o aquecimento e recuperação do atleta e que de algum modo deveria dar prioridade a essa prática devido aos benefícios relatados melhorando o desempenho desportivo.

 5. REFERÊNCIAS 
1. CESANA, Juliana et al. Massagem e Educação Física: perspectivas curriculares. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte. v.3, n.3, p. 89-97, 2004. 
2. BRAUNSTEIN, Marcus Vinícius Gomes; BRAZ, Melissa Medeiros; PIVETTA, Hedioneia Maria Foletto; A fisiologia da massagem terapêutica. Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria – RS. 2011. Disponível em: http://www.unifra.br/eventos/forumfisio2011/Trabalhos/2246.pdf. Acesso em: 20 de setembro de 2013. 
3. FRITZ, S. Fundamentos da massagem terapêutica. 2. ed. São Paulo: Manole, 2002. 720 p. 
4. COHEN, M.; ABDALLA, R. J. Lesões nos esportes: diagnóstico: prevenção: tratamento. Rio de Janeiro: Revinter, 2003. 937 p. 
5. MASINA, Roberta Merino; STEFFLER, Keli; SCHNEIDER, Cintia. Apostila de técnicas de massagem aplicada. Escola de massoterapia Sogab. Disponível em: . Acesso em setembro de 2013. 13 
6. MORI, H. et al. Effects of massage on blood flow and muscle fatigue following isometric lumbar exercise. Medicine and Science Monitory, Warsaw, v.10, n. 5, p. 173-179, 2004. 
7. MARQUES, C. N. C. A massagem terapêutica em idosos não comunicantes com doença terminal. Mestrado em Cuidados Paliativos, Universidade de Lisboa/Faculdade de Medicina de Lisboa; 2010. 
8. BRAUSTEIN, M. V. G; BRAZ, M. M; PIVETTA, H. M. F. A fisiologia da massagem terapêutica. Monografia Promoção da Saude e Tecnologias aplicadas a Fisioterapia. Centro universitário Franciscano UNIFRA, Santa Maria-RS. 
9. GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1989. 158 p. 
10.OLIVEIRA, S. N. Lazer sério e envelhecimento: loucos por corrida. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação em Educação Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre; 2010. 
11. LUNZENFICHTER, A. De Marathon au marathon. 2ª ed. Biarritz: Atlância, 2003. 258 p. 
12.SALGADO, J. V. V.; CHACON-MIKAHIL, M. T. Corrida de rua: análise do crescimento do número de provas e de praticantes. Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, v. 4, n. 1, 2006. 
13.SARKIS, M. A construção do corredor: dos primeiros passos à alta performance. Gente: São Paulo, 2009. 264 p. 
14.GONÇALVES, G. H. T, Corrida de rua: um estudo sobre os motivos de adesão e permanência de corredores amadores de Porto Alegre. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre- RS; 2011. 
15.GLOBO NEWS (Brasil). Corrida de rua é o segundo esporte mais popular no Brasil. Disponível em: http://globonews.globo.com Acesso em: 10 out. 2013. 16.SIMONSON, S.; BRAUN, M. B. Introdução à Massoterapia. São Paulo: Manole, 2007. 506 p. 
17.ARCHER, P. Massagem Terapêutica Esportiva. Barueri, São Paulo: Manole, 2008. 318 p. 
18.McGILLICUDDY, M. Massagem para o desempenho esportivo. Porto alegre, RS, 2012. Editora: artmed, 192 p. 14 
19.PAZIN, J. et al. Corredores de rua: Características demográficas, treinamento e prevalência de lesões. Revista Brasileira de Cineantropom e Desempenho Humano, volume 10 num. 3, pgs. 277-282, 2008. 
20. TRUCCOLO, A. B; MADURO, P. A; FEIJÓ, E. A. Fatores motivacionais de adesão a grupos de corrida.Revista de Motriz, Rio Claro, v. 14 n.2 p. 108 – 114, abr/jun, 2008. 
21. HOBOLD, E. Relação exercício físico e saúde: um estudo de caso. Disponível em: Acesso em: 11 nov. 2013. 
22. YAMATO, Tiê Parma; SARAGIOTTO, Bruno Tirotti; LOPES, Alexandre Dias. Prevalência de dor musculoesquelética em corredores de rua no momento em que precede o início da corrida. Rev. Bras. Ciênc. Esporte, v. 33, n. 2, p. 475-482, abr./jun. 2011. 
23.HINO, A. A. F. et al. Prevalência de lesões em corredores de rua e fatores associados. Rev Bras Med Esporte, v.15, n.1. 2009. 
24. WEERAPONG, P.; HUME, P. A.; KOLT, G. S. The mechanisms of massage and effects on performance, muscle recovery and injury prevention. Sports Med, v.35, n. 3, p. 235-56, 2005. 
25. WEERAPONG, P.; HUME, P. A.; KOLT, G. S. The mechanisms of massage and effects on performance, muscle recovery and injury prevention. Sports Med, v.35, n. 3, p. 235-56, 2005. 
26. BROOKS, C. P. et al. The immediate effects of manual massage on powergrip performance after maximal exercise in healthy adults. J Altern Complement Med, v.11, n.6, p. 1093-101, 2005. 
27.ROBERTSON, A.; WATT, J. M.; GALLOWAY, S. D. Effects of leg massage on recovery from high intensity cycling exercise. Br J Sports Med, v.38, n.2, p. 173-6, 2004. 
28. MORASKA, A. Sports massage: a comprehensive review. J Sports Med Phys Fitness, v.45, n. 3, p. 370-80, 2005. 
29. ABAD, C.C.C. et al. Efeito da massagem clássica na percepção subjetiva de dor, edema, amplitude articular e força máxima após dor muscular tardia induzida pelo exercício. Rev Bras Med Esporte, v.16, n.1. 2010.

Belise Cristine Belão¹, Cynthia Maria Rocha Dutra2 1 Acadêmica do curso de Tecnologia em Estética e Imagem Pessoal da Universidade Tuiuti do Paraná (Curitiba, PR); 2 Professora de Educação Física e Fisioterapeuta, Profª. Msc. Universidade Tuiuti do Paraná (Curitiba, PR). Endereço para correspondência: behcristine@gmail.co

http://tcconline.utp.br/media/tcc/2017/06/MASSAGEM-RELAXANTE-NA-CORRIDA-DE-RUA.pdf
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts with Thumbnails